Jampa News

15/04/2019 às 09:03

Corujinha vem sendo assediado moralmente por piratas do mercado digital

Há um estilo sinistro de se fazer jornalismo imperando em certos círculos da imprensa paraibana que mereceria a atenção das autoridades pela desfaçatez como certos elementos agem atropelando valores como ética e decência.
 
A ousadia de alguns chega ao ponto de despudoradamente revelarem seus propósitos que em nada se diferenciam dos velhos mafiosos de Chicago a extorquir e chantagear os alvos previamente escolhidos e que são submetidos ao flagelo moral impiedosamente até se submeterem aos seus interesses entrincheirados em uma entidade sobejamente comprovada como clandestina segundo informações de órgãos como a Receita Federal que atesta em seu site a inaptidão da referida arapuca publicitária  usada para surrupiar verbas públicas.
 
Um áudio vazado na internet expõe claramente o estilo indecoroso e acima de tudo criminoso onde os gângsteres da imprensa local trocam impropérios e ameaças numa exibição de impudicícia que estarrece e envergonha quem faz jornalismo pautado por um mínimo de recato.
 
Os termos, os mais chulos, demonstram que há um projeto em andamento para sangrar alguém moralmente no intuito de se apoderarem de recursos públicos destinados à publicidade e que a troca de desaforos seria a comprovação de que o suplício do infortunado prefeito estava apenas no começo devido a morosidade no atendimento às exigências impostas.
 
O áudio devia chamar a atenção do MP pelo conteúdo comprovando o exercício de uma prática criminosa que em outros tempos recebia o nome de chantagem e extorsão e que se tornou banal ao ponto de infestar as redes sociais numa clara demonstração de que se faz urgente intervir para conter o avanço desses mafiosos de tocaia nessa famigerada entidade a dar as cartas e a impor condições ao mercado de mídias digitais.
 
Tão banal e reincidente a pratica que o pudor sumiu e o que se fazia por debaixo dos panos tornou-se ostensivo e escandalosamente agressivo de forma tão ousada que já não se respeita mais ninguém nem mesmo autoridades constituídas e algumas até se cumpliciam para emprestar caráter de legalidade pousando ao lado de reputados presidiários com uma naturalidade que causa indignação a quem ainda manifesta qualquer sentimento de decência.
 
 
Uma das vítimas desse bando de celerados seria o presidente da Câmara Municipal de João Pessoa, vereador João Corujinha, amarrado ao poste do suplicio moral por resistir ao assédio vergonhoso dessas pústulas travestidos de comunicadores.
 
O presidente vem sendo flagelado moralmente por esse grupo de piratas midiáticos que pretende assaltar as verbas publicitárias como já fizeram com outros cofres públicos.
 
O presidente da CMJP reagiu e estaria processando a todos numa luta que devia contar com o apoio das entidades ligadas ao jornalismo paraibano para excluir esse tipo de prática absolutamente indecorosa.
 
Abaixo transcrevemos o áudio que revela e comprova o estilo mafioso em prática nas sarjetas da imprensa paraibana : - “Vai chegar ajuda para os portais e tem que ficar esperando a hora chegar... V****** Décio, tu e teu prefeito. Vai para o pau e você não viu nada ainda, você pensa que eu tenho medo é?! Eu aprendi contigo bicho, a gente só é valorizado quando tem poder de fogo, de bala, tu tá desaprendendo é.”
 

 

Fonte: Redação