Parem com essa frescura de diminutivos!

Chegar aos 60 anos traz um certo alívio. Você se sente meio que liberado de certos filtros na comunicação, admite-se andar – e não

Tempos de tempestade

A inspiração veio de um artigo do incrível Ruy Castro, na Folha de S. Paulo desta segunda-feira, 25: “Mitos difíceis de matar”. A base

Deixem minhas matrioskas em paz

Eu sempre rejeitei patrulhas. De qualquer lado, de qualquer espécie. Não me exijam coerência o tempo todo. Prefiro ser uma metamorfose ambulante, desde que

Sobre notas de repúdio, raízes podres e flores venenosas

Há vídeos cujos conteúdos não dá para dizer que “foram tirados do contexto” ou tentar minimizar seus efeitos negativos enaltecendo intenções altruístas. O deputado

Cavilação na Câmara Municipal

Não dá para entender a insistência de certos políticos em questões que o bom senso mundial já consagrou como importantes e sem espaços para

Prioridade para vacinados nos hospitais

Ontem tive a grata surpresa de ouvir Reinaldo Azevedo comentar, em seu programa "O é da coisa", na Band News, um pensamento que lá

Desabafos da advocacia negra

Gisa Veiga Mais um negro é morto nas ruas do Brasil. E, dessa vez, a notícia levou uma semana para vir a público e

teste

steste