Líder da situação destaca ações do Governo Municipal em prol da Saúde

Em resposta ao pronunciamento do vereador Marcos Henrique (PT), que solicitou mais atenção da Gestão Municipal com a área de Saúde, o líder da situação na Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP), Bruno Farias (Cidadania), enumerou algumas ações do Executivo em prol da área. O parlamentar ainda leu uma nota emitida pelo diretor do Complexo Hospitalar Tarcísio de Miranda Burity, conhecido como Trauminha de Mangabeira, esclarecendo o caso de um paciente que teve a perna amputada.

Bruno Farias (Cidadania) leu uma nota emitida pelo diretor do Trauminha esclarecendo o caso de um paciente que teve a perna amputada

“Não se pode esconder o sol com a peneira, colocar a poeira por baixo do tapete. Existem problemas graves na Saúde da nossa capital. Herdamos uma herança maldita, com Unidades de Saúde da Família sucateadas; com contratos para aquisição de suprimentos, equipamentos, máquinas e medicamentos vencidos, sem que os processos licitatórios tenham sido iniciados. Encontramos problemas estruturais na nossa rede hospitalar, um cenário de caos”, relatou Bruno Farias.

O parlamentar ainda destacou que a situação da Saúde foi agravada pelo ápice da pandemia, quando, segundo ele, havia apenas 26 leitos de UTI Covid disponíveis. “Nem por isso o prefeito desanimou, ou a gestão cruzou os braços. Ao contrário, encarou os problemas e aumentou em mais de 500% os leitos de UTI Covid. Mais de 750 mil doses de vacina contra Covid-19 já foram aplicadas, e a vacinação de crianças e adolescentes acima de 12 anos, com comorbidades, já foi iniciada”, enfatizou.

De acordo com Bruno Farias, os procedimentos licitatórios para as reformas das Unidades de Saúde da Família já estão concluídos. “A rede hospitalar volta a se reequipar, os problemas hidráulicos e elétricos estão pouco a pouco sendo resolvidos. Não se consegue fazer tudo num estalar de dedos, mas, muita coisa vem sendo implementada”, garantiu.

Trauminha

O líder do governo na Casa reconheceu que existem muitos problemas no Trauminha, mas lembrou que a atual gestão já realizou a reforma do bloco cirúrgico, adquiriu equipamentos e insumos. O vereador também informou que as cirurgias eletivas do complexo hospitalar serão retomadas ainda este mês.

Sobre o caso de um paciente que teve a perna amputada, situação exposta em pronunciamento pelo vereador Marcos Henriques, Bruno Farias leu a nota emitida pelo Ortotrauma, assinada pelo médico Humberto Pires Torres Gerônimo, diretor do Hospital. “O paciente Douglas Luiz da Silva foi admitido no dia 15 de agosto, procedente do Hospital de Trauma Senador Humberto Lucena, com fratura exposta dos ossos e grave esmagamento da perna esquerda. De imediato, foi realizada a limpeza mecânica e fixação externa de urgência. A grave lesão do paciente, levou a um estado de necrose (morte celular) de várias estruturas da perna, fazendo-se necessária a limpeza mecânica, que foi realizada no dia 21 de agosto, momento em que o médico ortopedista Temístocles Ribeiro de Almeida Filho indicou a avaliação de um médico vascular. Essa avaliação foi realizada pelo médico Marcos Welber do Nascimento Guimarães, que concluiu pela amputação do membro. Neste momento, a administração encaminhou o termo de consentimento dos familiares, e no dia 22 de agosto foi realizada a amputação, preconizada pelo médico vascular como caminho de contenção da grave necrose que causava, inclusive, risco de morte para o paciente. Após o procedimento, o paciente segue estável, sem correr mais riscos de morte por causa da lesão, recebendo todos os cuidados pertinentes ao caso”, diz a nota.

“Nós temos aqui um caso de grande gravidade médica. O paciente, em razão do esmagamento de sua perna, foi submetido a uma amputação. Não foi falta de medicamento. Os medicamentos necessários foram prescritos para esse paciente, o tratamento médico dispensado foi o melhor possível. Infelizmente, a necrose levou à amputação, sob pena de comprometer a vida do paciente. A direção do Trauminha, juntamente com a equipe médica, envidou todos os esforços para salvar a vida de Douglas. Graças a Deus, uma vida foi salva”, concluiu Bruno Farias, solidarizando-se com a família do paciente.

Rafaela Cristofoli