Ex-prefeito de Dona Inês é apontado como líder de grupo criminoso

“Passando a limpo” é o nome da força-tarefa que o Ministério Público do Estado, através da Promotoria de Justiça de Bananeiras, e a Polícia Civil da Paraíba deflagraram na manhã desta quinta feita nos municípios de Dona Inês, Solânea e Guarabira para apurar denúncias de desvio de recursos púbicos, fraudes em licitações e lavagem de dinheiro. Foram expedidas 14 ordens judiciais de busca e apreensão domiciliar, que as equipes do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco/PB) e a Delegacia de Combate à Corrupção (Deccor) já cumpriram.
Segundo as investigações da Promotoria de Bananeiras, o grupo estava instalado na Prefeitura de Dona Inês entre 2017 e 2020 e era responsável pela contratação de empresa para o fornecimento de combustível para a prefeitura de Dona Inês/PB.

A Promotoria apurou que o próprio prefeito era o responsável pela administração da empresa fornecedora de combustível. De “fachada”, o posto de combustível seria de propriedade da irmã do prefeito, que seria “laranja” do grupo liderado pelo prefeito.