Oitava fase da Operação Calvário pode revelar o intrincado e nebuloso mundo da jogatina eletrônica

Mais uma fase da Operação Calvário coloca nas ruas policiais federais à procura de acusados de utilizar a Loteria do Estado como canal para desviar dinheiro. Mais um vez conhecidos delinquentes aparecem no cenário criminoso como personagens da soturna trama produzida pelo reconhecidamente chefe da quadrilha o ex-governador Ricardo Coutinho revelando toda extensão da organização criminosa que idealizou e que teria capturado o estado pelo envolvimento de pessoas credenciadas como sugere a oitava fase, onde um auditor do TCE seria membro efetivo e atuante do esquema.

Coriolano é suspeito de comandar a jogatina eletrônica e de contar com a cobertura de forças policiais

A oitava fase da operação traz de novo para o palco dos acontecimentos a figura ameaçadora do irmão do governador, o lombrosiano Coriolano Coutinho, apontado como um dos tentáculos e sustentáculos do esquema que manipulava a Lotep para servir de escoadouro e moldura das operações criminosas.

Essa fase pode expor as intrincadas relações do irmão do governador com as ditas e nunca identificadas forças policiais, que dariam o apoio logístico as operações que envolvem os jogos eletrônicos, e já localizados nebulosos boletins de autoridades estaduais, recomendando que esses locais de jogatina não fossem alvo de fiscalização muito menos de abordagens.

É possível que nessa oitava fase muita gente que sobreviveu aos abalos morais que a operação provocou sejam afinal reveladas e as muitas máscaras que ainda ocultam essas tenebrosas personagens arrancadas para que a sociedade conheça a verdadeira face desses criminosos.

Um dia a casa cai. (Jampanews)

A Operação Calvário, responsável por investigar o desvio de recursos públicos através de organizações sociais (OS) na área da saúde na Paraíba, teve a 8ª fase deflagrada na manhã desta terça-feira (10).

De volta às grades acusado de chantagear suspeitos

De acordo com informações, foram expedidos pelo desembargador Ricardo Vital de Almeida nove mandados de busca e apreensão e um mandado de prisão direcionados aos municípios de João Pessoa, capital do Estado, e Bananeiras, no Brejo.

Nesta 8ª fase, a Calvário investiga a lavagem de dinheiro através de jogos de apostas autorizados pela Loteria do Estado da Paraíba (Lotep).

Um dos novos destaques nas investigações é que os desvios de recursos teriam a colaboração de um auditor do Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB), que, ainda segundo informações, receberia um valor para atrapalhar a fiscalização nas OS.

O radialista e apresentador Fabiano Gomes também virou alvo das investigações, uma vez que estaria, por meio de canais de imprensa, constrangendo investigados e cobrando quantias em dinheiro para não divulgar informações sigilosas deles.

A ação contou com a participação de cinco auditores da Controladoria Geral da União e 55 policiais federais, objetificando o cumprimento dos mandado nas residências dos investigados e no Tribunal de Contas do Estado da Paraíba.
Paraíba Online