Conexão Abese: Bruno e secretária destacam potenciais de Campina Grande em evento virtual de associação nacional

O prefeito Bruno Cunha Lima e a secretária Laryssa Almeida, de Ciência, Tecnologia e Inovação (SECTI), destacaram no debate do simpósio Conexão Abese, na tarde desta segunda-feira (26), o potencial tecnológico de Campina Grande. O evento foi transmitido ao vivo na plataforma digital da Associação Brasileira das Empresas de Sistemas Eletrônicos de Segurança (Abese). O tema foi legislação Sandbox.A abertura e o encerramento do debate foi feito pela presidente da Abese, Selma Migliori.

Prefeito e Laryssa Almeida evidenciam em seminário os fatores que evidentemente criam vocação tecnológica do Município

O painel teve a mediação de Robson Arantes, do comitê IoT e Inovação Abese. O prefeito Bruno Cunha Lima iniciou o bate-papo fazendo uma pontual apresentação da cidade de Campina Grande e de sua vocação para o setor de desenvolvimento de tecnologia, citando o potencial das empresas genuinamente campinenses, do Parque Tecnológico e das características da cidade da inovação nesse setor.

“Aqui em Campina nós lançamos nosso decreto, estamos em dia com nossa legislação e temos nosso Sandbox. E já temos fruto desse trabalho, que é uma parceria com o Ministério do Desenvolvimento Regional, através da Sudene, e com a Associação Brasileira de Desenvolvimento da Indústria. Através dessa parceria já temos na cidade uma ampla central de monitoramento com câmeras, em total funcionamento, e que tem ajudado na segurança e na gestão do trânsito e transporte”, explicou Bruno.

Tanto o prefeito como a secretária destacaram a implantação do programa Sandbox Regulatório de Campina Grande, que foi criado através do decreto 4.592, de 02 de julho de 2021, regulamentando, assim, no âmbito da Administração Pública do Município, a instauração de ambientes regulatórios experimentais para desenvolvimento de inovação científica, tecnológica e empreendedora, em que participarão pessoas jurídicas para testar modelos de negócios inovadores por tempo limitado.

A secretária Laryssa, que já participou de outros eventos da Abese, também destacou a vocação do município para a inovação e para o setor tecnológico. Ela fez uma importante explicação sobre o que é um programa Sandbox e sua importância, destacando a regularização, por meio da legislação. “Sandbox é um ambiente regulatório experimental, em que fornece um conjunto de condições especiais e simplificadas para que as empresas participantes possam desenvolver modelos de negócios inovadores, de forma temporária”, pontuou Laryssa.

De acordo com a secretária, essa regulação proporciona a vinda de investimentos para a cidade, através da atuação dessas empresas interessadas em desenvolver os novos modelos de negócios. O prefeito Bruno ainda pontuou que, apesar das primeiras experiências da cidade ser na área de segurança, a legislação implantada permite também a atuação de empresas de outros setores.

“Nosso Sandbox específico, nesse primeiro capítulo, é voltado para a segurança, mas não estamos nos limitando apenas a esse setor. Estamos abrindo a interação para outras empresas que atuam em áreas além da segurança. Fomentar isso é gerar uma interação entre a administração pública e a população”, explicou o prefeito Bruno Cunha Lima.

A secretária Laryssa Almeida encerrou o debate, que teve duração de quase uma hora e meia, destacando alguns projetos de sucesso, que já foram desenvolvidos pela SECTI nesses primeiros meses do ano, mas também faz projeções das novas ações envolvendo tecnologia e inovação que serão desenvolvidas pela secretaria ao longo da gestão.

Codecom