Policia Civil supre deficiência do policiamento preventivo e ostensivo e prende assassinos no centro da capital; governador visita Secretaria e conhece avanços na Segurança

Amanhã está agendado uma visita do governador João Azevedo a Secretaria de Segurança Pública para conhecer as mudanças implantadas visando dinamizar o setor principalmente ao que se refere à interação entre público e serviço de atendimento prestado pelo Governo, nas urgências e emergências, feito agora por alunos egressos da Rede Estadual de Ensino através do programa Primeira Chance.

João precisa renovar a segurança

Um convênio que conta com a participação da Secretaria de Educação que seleciona e prepara os jovens atendentes, diminuindo a disponibilidade de militares para o Centro Integrado de Operações da PM (CIOP).

O Governador tem muito a comemorar na área de Segurança quando se trata de investimento em equipamentos, viaturas e armamento, além do avanço tecnológico e informático, como também da modernização de delegacias em todo estado.

Mata-se na porta do Palácio

Mas tem pouco a festejar no quesito prevenção e ostensivo, onde fatos, os mais aterrorizantes e brutais, acontecem todo dia nas ruas do estado tendo como cenário as principais cidades e, em particular a capital, onde episódios que nos reportam ao cangaço acontecem em plena luz do dia e na porta da sede do Governo e demais Poderes como também nas vizinhanças de quartéis entre eles a sede do Comando Geral demonstrando a falência do policiamento ostensivo e preventivo.

É um policiamento de fancaria que não consegue inibir a violência e pela ausência estimulando a ousadia dos assassinos que, quando detidos o são pela policia judiciária que se desdobra para cobrir a falha de outra polícia cujo efetivo envelheceu e não foi renovado dentro das necessidades, acompanhando o ritmo da mentalidade retrógada que sufoca há mais de uma década a corporação estagnada e submetida aos caprichos pessoais e de grupos.

Os programas policiais não cessam de divulgar a violência

Semana passada, um homem foi executado nos bancos da Praça João Pessoa defronte ao Palácio do Governo e dos demais Poderes constituídos numa demonstração de que, não há policiamento no centro da capital como não há nas demais zonas da cidade e a população vive se queixando desse abandono nos diversos programas de rádio e TV da região metropolitana, onde os crimes brutais se sucedem sem qualquer coibição haja vista a falta sobretudo de planejamento.

O lado bom da polícia onde o planejamento e a inteligência prevalecem: Ciop à disposição do povo

Nesta terça mais um crime violento e outro homem executado no centro da capital praticamente ao lado do Comando Geral e do Primeiro Batalhão de Polícia, o maior da instituição. Mais uma vez, a Policia Civil desempenhou o papel de polícia preventiva e ostensiva capturando os assassinos que, além de matar um, balearam duas crianças que estavam no cenário do crime.

Ação da Polícia Civil da Paraíba resultou na prisão em flagrante dos dois executores do homicídio ocorrido no Centro de João Pessoa, que vitimou Edson Soares Batista  (42).

A dupla, em plena luz do dia e na frente de dezenas de pessoas, assassinou a vítima com disparos de arma de fogo.

O crime foi ainda mais trágico porque os disparos atingiram duas crianças que estavam lanchando no local, uma de 02 e outra de 06 anos de idade.

Após efetuarem os disparos, os criminosos fugiram correndo, ainda de arma em punho, quando foram rendidos e algemados pelos agentes do NRQ/Santa Rita. A arma do crime também foi apreendida e estava com 05 munições deflagradas.

Detalhe que chama a atenção é que o indivíduo que efetuou os disparos estava em liberdade provisória, com tornozeleira eletrônica de monitoramento.

Ao chegar na Delegacia de Homicídios, a equipe uniu forças com policias plantonistas daquela unidade, e conseguiu coletar imagens de câmeras de segurança e outras evidências que afastaram qualquer dúvida da autoria do crime. Em seguida, os executores confessaram o crime.

Com a autoria e materialidade comprovadas, os indivíduos foram autuados em flagrante pelo crime de homicídio qualificado consumado e dupla tentativa de homicídio.

Redação com portais