PB tem o maior número de pedidos de registros de candidaturas em 30 anos

A Paraíba tem 730 pedidos de registro de candidatura na Justiça Eleitoral para a disputa das Eleições 2022. O cargo mais disputado no Estado é o de deputado federal. Do total de inscritos, 235 querem uma das 12 cadeiras na Câmara Federal, fazendo com que a concorrência chegue a 19,58 candidatos por vaga. Os dados foram divulgados ontem pelo Tribunal Superior Eleitoral.

O prazo para fazer o pedido junto ao Tribunal Superior Eleitoral foi até segunda-feira (15). A Justiça Eleitoral tem até o dia 12 de setembro, 20 dias antes do pleito, para divulgar as candidaturas que estão aptas e inaptas.

O número de pedidos é o maior de todas as eleições presidenciais. Em 2018, por exemplo, o TSE recebeu 621 registros. Destes, 534 candidaturas foram consideradas aptas e 87 inaptas. A competitividade no cargo de deputado federal também era menor neste ano, 13,25 por vaga.

Além disso, para o cargo de deputado estadual, o número de candidatos disputando uma das 36 vagas na Assembleia Legislativa chegou a 455, nestas eleições, com a competitividade de 12,64 por vaga. Em 2018, eram 429 candidaturas, 11,92 por vaga.

O número de candidatos a governador e senador também cresceu. Nestas eleições, são oito de cada cargo disputando apenas uma vaga. Em 2018, eram cinco concorrendo ao Governo do Estado e sete pleiteando duas vagas ao Senado.

Dos 730 pedidos, 42 são candidaturas à reeleição, o que corresponde a 5,7% de todos os registros das Eleições 2022. De 2018 para cá, pouco mudou, naquele ano eram 44 candidatos concorrendo à reeleição.

 

Perfil dos candidatos

 Quanto ao perfil dos candidatos, a grande maioria é do sexo masculino, cerca de 67%, enquanto 33% são do sexo feminino. O número de mulheres disputando as eleições presidenciais permanece estável, em comparação com 2018, quando elas correspondiam a 32% dos candidatos registrados.

Apenas três candidatos se autodeclararam indígenas. A grande maioria é parda (45,75%) ou branca (41,1%), enquanto 12,6% dos candidatos são pretos. Mais da metade (52,6%) têm o ensino superior completo e 27,53% declararam que têm grau de instrução até o ensino médio. A maioria são casados (55%) ou solteiros (28%) e têm faixa etária entre 40 e 49 anos.

Por Iluska Cavalcante

TRANSCRITO DO JORNAL A UNIÃO