Marcos Marinho continua seu bombardeio e atira à gestão de Karla Pimentel no lixo

Continua intenso e devastador o bombardeio sobre a recém instalada gestão de Conde arrematado pelo jornalista campinense Marcos Marinho há bastante tempo radicado na cidade, profundo e criterioso analista da realidade política daquele município litorâneo.

Marcos de sua trincheira abalizada e reconhecidamente ilibada vem destruindo a imagem de probidade que certos alquimistas da publicidade pretendem agregar a recente gestão num esforço de imaginação que não resiste aos petardos certeiros e arrasadores que o jornalista vem disparando.

Karla vem sendo destruída pelas revelações documentadas da imprensa

Com documentação irrefutável, Marcos vem expondo os intestinos da gestão da prefeita karla Pimentel e mostrando que, em termos de probidade a atual gestão não difere muito da que foi afastada pelo voto.

Veladas

O jornalista vem sofrendo admoestações de curandeiros de províncias, incomodados com a devastação moral que Marcos vem impondo respaldado em documentação de órgãos como o TCE e Assembleia Legislativa, o que torna difícil o trabalho da defesa dos assessores da prefeita.

Eles iniciaram um patrulhamento ideológico ao jornalista nos moldes que a Ditadura do século passado impôs a Imprensa, recheado de ameaças veladas ao profissional, que já pensa prestar uma queixa para se defender dos ataques da intolerância que acompanha e serve as oligarquias políticas.

Adesão

Desta vez Marcos retoma o bombardeio desmanchando uma jogada politica com cheiro de aliciamento que foi a adesão do vereador mais votado do último pleito filiado ao Cidadania e que se desfez dos propósitos incendiários de protocolar uma CPI para investigar a contratação de empresas coletoras de lixo na cidade.

Documentação reforça denúncia

O campeão de votos ingressou na base política da prefeita sendo recebido com os clarins estrondosos que os espertalhões da publicidade sabem entoar.

A adesão com cheiro de negociata, além de reforçar a base da prefeita estremecida por um golpe de capoeira desferido pelo sogro, Aluísio Régis, quando da escolha da Mesa Diretora do munícipio, soterra a iniciativa de se apurar as irregularidades que já foram detectadas pelo TCE.

O Conde não tem jeito levando-se em cota o que denuncia o diligente profissional reconhecidamente competente na arte de desmanchar estátuas de areia e ídolos de barro.

Prefeita se blinda na Câmara e coopta vereador mais votado da história do Conde que pretendia instalar CPI do lixo

Em apressada e desesperada tentativa de se blindar, junto ao Legislativo, de futuras implicações sobre a onda de escândalos que começou a estourar na sua gestão, a prefeita do Conde, Karla Pimentel (PROS), acaba de cooptar para a sua base de sustentação o vereador mais votado da história do Município, Josemar da Pousada, eleito no último pleito pela coligação do candidato do CIDADANIA, Olavo Macarrão.

Matando a cobra e mostrando pau

Não por coincidência, a chegada de Josemar se dá quando o Tribunal de Contas do Estado, através do seu Departamento de Auditoria de Contratações Públicas (DEACOP), aponta irregularidades gritantes na contratação, por R$ 2.375.820,00, da GEO Limpeza Urbana Ltda. para emergencialmente em um prazo estimado de 180 dias coletar os resíduos sólidos (lixo) no Município e comunica os ilícitos ao Ministério Público para adoção de providencias cabíveis e imediatas, aumentando assim – sem trocadilhos – a fedentina em que vem se transformando precocemente a atual gestão municipal condense.

VEREADOR ENTROU NO LIXO JUNTO COM A PFEFEITA

O DEACOP abriu prazo para Karla se explicar, enumerando várias irregularidades, uma das quais a não existência dos critérios a serem utilizados para estabelecer os valores dos pagamentos mensais à empresa contratada.A chegada do vereador foi mostrada com festas na casa da prefeita, onde ela gravou vídeo enaltecendo as boas qualidades do novo aliado e dele recebeu iguais deferências, na verdade calando o parlamentar que até dias atrás se mostrava um virulento opositor e buscava coletar assinaturas dos colegas para instalar uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) na Câmara exatamente sobre o escândalo da contratação da empresa coletora de lixo que agora o TCU desaprova.

SERVIDORA FANTASMA

Ao mesmo tempo em que cala o seu maior opositor, estabelecendo na Câmara Municipal uma maioria confortável em seu favor, Karla consegue por tabela também calar os demais edis em relação à contratação da ex-mulher do vice-prefeito Dedé Sales, que apesar de morar em Goiás aparece na folha de pagamentos com salário mensal de R$ 2.500,00 sem a devida contrapartida laboral.

OUTROS FANTASMAS

A relação de “fantasmas” na Prefeitura Municipal do Conde, em contraponto ao mote de campanha de Karla Pimentel que censurava a antecessora Márcia Lucena por contratar forasteiros em detrimento de nativos, e que foi um dos pontos principais para a sua eleição, se revela mais robusta a cada dia, conforme documentos em poder d’APALAVRA a serem publicados oportunamente.

Fonte: Da Redação/ A PALAVRA