Mangabeira tem mais casos de coronavírus e pior taxa de isolamento em JP

A cidade de João Pessoa registrou um isolamento social de 45,8% nesta segunda-feira (25). O número está aquém da meta de 70%, mas é superior ao registrado na Paraíba e no Brasil. Entre os bairros, Mangabeira e Cabo Branco apresentam o pior e melhor índice respectivamente. No fim de semana, a chuva forte fez a Capital chegar perto de alcançar 60% de isolamento social.

Os dados têm sido aferidos pela Secretaria Municipal do Planejamento (Seplan) como forma de embasar ações de prevenção à Covid-19 na Capital. Além do isolamento de 45,8% na Capital, foi verificado um índice de 44% em nível estadual e de 43,9% em todo o país.

Os bairros com menor isolamento são Mangabeira (36%), Distrito Industrial (37,2%) e Alto do Céu/Mandacaru (37,3%). Na outra ponta, com os melhores índices de isolamento, estão Cabo Branco (60,8%), Portal do Sol (58,5%) e Jardim São Paulo (55,4%).

A Paraíba tem mais de 8 mil casos de coronavírus, sendo a Grande João Pessoa o epicentro da pandemia no estado. Só na Capital, são 2.687 confirmações, com quase 100 mortes. Mangabeira é bairro com o maior número de casos, onde há cerca de 200, seguido de Cristo, com mais de 170, e Manaíra, com mais de 150. Veja mais.

Segundo a prefeitura, o bairro vai receber a Operação Proteção, com barreiras sanitárias, com medição de temperatura e testes rápidos, medidas de fiscalização do comércio, ação educativa, distribuição de máscaras, além da higienização de ruas, avenidas e equipamentos públicos.

Pela dimensão do bairro, três pontos de abordagem serão montados nos primeiros dias de fiscalização. A Operação segue desta quarta-feira (27) até a sexta-feira (29), concluindo o ciclo de 72h para evitar a propagação do vírus e aumentar as medidas de conscientização.

“A transmissão do vírus não vai embora sozinha. É nesse sentido que João Pessoa adota medidas de proteção e de fiscalização que reforçam a importância do cumprimento do isolamento social”, disse disse o prefeito Luciano Cartaxo (PV).

A Operação é realizada numa ação conjunta das secretarias de Saúde, Desenvolvimento Urbano, Mobilidade Urbana, Desenvolvimento Social, Meio Ambiente, Segurança Pública, junto com o apoio do Procon e da Defesa Civil.