Márcio propõe Frente de Empreendedorismo para debater o Plano de Retomada do Comércio e da Indústria

O vereador Márcio Melo Rodrigues propõe a instalação da Frente de Empreendedorismo para debater o Plano de Retomada do Comércio e da Indústria de Campina Grande, a exemplo de outras cidades.

Na iniciativa o parlamentar diz que o objetivo da frente é acompanhar as matérias legislativas, atuar para o aperfeiçoamento da legislação, bem como buscar, apoiar e incentivar projetos inovadores, fortalecedores e sustentáveis, capazes de melhorar e garantir uma maior operacionalidade dos serviços suplementares relacionados.

A Frente debaterá ações efetivas para dirimir problemas sofridos pela cadeia produtiva econômica do Município, durante a pandemia do coronavírus e a após o surto.

Poderão ser buscadas alternativas e parcerias com o Sebrae, a Federação das Indústrias do Estado da Paraíba, CDL, Associação Comercial e Empresarial, Prefeitura Municipal, Governo do Estado, setor de turismo, universidades e outras instituições para formularem estudos e ações que possam contribuir como consultoria para a cadeia do comércio e da indústria.

Memorial

Através da Câmara Municipal de Campina Grande, Márcio Melo está sugerindo ao prefeito Romero Rodrigues a implantação de um Memorial em respeito à memória das pessoas que faleceram vítimas do coronavírus, as suas famílias, amigos, e aos trabalhos realizados pelas equipes de saúde e de outros setores essenciais.

Ressalta que, a área de saúde e outros segmentos tem se doado diuturnamente em prol de atender às pessoas que estão tendo assistência neste momento de grande preocupação nos hospitais, casas de saúde, postos médicos, UPAS e em outros locais.

Márcio acentua a importância do trabalho empreendido em prol do bem comum. Além de outros segmentos envolvidos que trabalham nesse momento de crise, como os servidores do Procon, da vigilância sanitária, da limpeza pública, dentre outros. Inclusive, o próprio prefeito Romero Rodrigues que instalou o seu gabinete no Hospital Pedro I e tem se dedicado diuturnamente.

Sugere, inclusive, que o Memorial pode ser implantado no Hospital Pedro I ou em outro local adequado.