Lobos usam coronavírus para se disfarçarem de cordeiro

O coronavirus tem de fato um efeito devastador, não apenas na saúde das pessoas, mas principalmente no caráter humano é o que vem demonstrado a pandemia.

Não se tem notícias que, em outras partes do mundo, o vírus tenha degradado tanto o caráter humano como desse lado do hemisfério sul, onde esse país de dimensões continentais se debate numa crise muito mais perniciosa do que os efeitos e consequências do vírus.

Tem muita gente se escondendo por trás do coronavirus

Em meio a uma discussão estúpida, que envolve os argumentos mais bizarros sobre se o vírus merece ou não os cuidados preventivos, proclamados pela maioria das autoridades em saúde pública, o campo fértil e pantanoso da política rasteira prospera e se projeta nas redes sociais com a impetuosidade de uma cachoeira espalhando argumentos muitos deles, beirando a insanidade pelo ódio que destilam.

Em meio a toda essa balbúrdia – para recorrer a um termo em moda -, os oportunistas de sempre se apresentam para vender seu peixe podre na companhia dos lobos vestidos de cordeiro para tirar proveito da situação caótica em que está mergulhada a maioria da população e passar a imagem de bonzinho com a qual se acostumaram iludir o próximo sem qualquer pudor e sem qualquer respeito ao esforço geral e coletivo.

Espalhado pelo mundo aqui o vírus tem ajudado um bocado de vermes

Esses abutres das tragédias se cevam nesses momentos de insegurança para venderem segurança como se deles dependesse a segurança de todos, olvidando e agredindo aos que verdadeiramente fazem e pensam a segurança pública, em exercícios de demagogia que causa indignação pela desfaçatez e oportunismo com que atropelam a realidade e a veracidade dos fatos, desvirtuando e desfalcando um cenários que envolve tanta gente empenhada na luta contra uma pandemia que a mesquinharia política e a absoluta falta de caráter agrava.

Tem lobo mau entrincheirado no coronavírus

Esses micróbios da perversão humana estão em ebulição e aproveitando a crise da saúde para se entrincheirar e adiar a prestação de contas, que devem a Justiça e a Sociedade por tudo o que já praticaram no submundo do crime como protagonistas de organizações criminosas, cujo desempenho já foi diagnosticado e cujos agentes já foram enquadrados na forma da Lei restando alguns poucos, entre eles, esses que se vestem de cordeiro para enganar os incautos  e continuarem na estepe aplicando seus golpes e servindo ao bando já recolhido em parte as celas ou estigmatizados pelas tornozeleiras da Justiça.

Sabe-se do esforço coletivo empreendido por diversos segmentos da saúde num desempenho de guerra para prevenir e conter o avanço da pandemia no estado, mas não se sabe de ninguém que tenha tirado proveito próprio dessa situação de calamidade para incensar sua colaboração apoiado e fazendo uso de recursos que são de todos, e que devia estar focado nessa luta de todos, sem recorrer a artifícios para promoção pessoal mesmo que disfarçados em instituições seculares, o que não impede que se veja o lobo na pele de cordeiro.

As crises também servem para separar o joio do trigo.