Governo de João cria mecanismos para desnudar a mentira com jeito de notícia

O Governo do Estado tomou uma medida providencial para pelo menos controlar ou reduzir o festival de fakes News, que tem inundado o noticiário, onde as mais cavilosas meias verdades prosperam na velocidade da luz.

Como se sabe a meia verdade é a arma do demônio em franca cavalgada nesses tempos de coronavírus a esporear a mentira como quem esporeia os cavalos do apocalipse.

A mentira tem cavalgado a vontade na PB

E nela montam os eternos detratores, que omitem as escandalosas relações e ações de outros entes – municipal e federal -, ignorando a verdade, só enxergando a mentira e não hesitando distorcer os fatos, mesmo quando transparentes e lícitos como tem sido atestado pelo Ministério Público, aquele que não se deixa manipular por interesses subalternos.

É nesse cenário de horrores, onde a dor e o sofrimento são os ingredientes do dia, que a mentira tem prosperado e alimentado a vida de muita gente que pousa de paladino da verdade, mas que escolhe campo para alardeá-la, como se a verdade tivesse dono e lado.

Nem a pandemia contém o ódio nascido das disputas políticas e que serve de norte para muitos setores cuja parcialidade na informação beira a obsessão ao ponto de atropelar princípios e valores.

Muitos dos adventistas da mentira se trajam assim

Máscaras e respiradouros, entre outros artefatos, já foram atirados contra as ações do Governo num tiroteio de inverdades, que ressuscita as práticas mais fascistas, terminando por unir velhos desafetos, agora entretidos com um inimigo comum que, por essa ou aquela razão, contrariou interesses.

Tão violento e insano o ódio, que adentrou aos gabinetes mais fechados, onde reside a vingança, e juntos partiram para escrachar publicamente o que praticam por debaixo dos panos na tentativa de preservar reputações de fachadas.

Esses segmentos são velhos conhecidos da opinião pública pelas camisas que envergam muitas com o escudo da corrupção pregado ao peito vivendo à sombra do que existe de mais dissoluto em termos de política e que, por muito tempo pontificou nas manchetes locais e nacionais como protagonistas de escândalos, os mais retumbantes.

É possível que com a medida de acompanhar a veracidade da informação o Governo consiga tempo para dedicar as causas mais urgentes como o controle da pandemia, deixando que a mentira já saia nua de casa.