Em meio ao pavor ao coronavírus, adversários de João espalham inverdades, contestadas pelo Governo através do secretário Geraldo Medeiros

O coronavírus transformou-se no principal assunto do planeta provocando discussões acaloradas sobre sua letalidade. Para uns, tudo o que se diz sobre o vírus carece de veracidade já que não exibiria uma patologia que cause maiores preocupações, enquanto para outros é a confirmação das pragas bíblicas anunciadas para o fim do mundo.
Os números sobre mortos e infectados variam ao sabor do noticiário alarmista e sua propagação ganha a velocidade da luz levando o pânico para os rincões mais distantes da terra, incluída a Paraíba onde a corrida para o abastecimento tomou ares de guerra.

Secretário rebate boatos e diz que estado está aparelhado

Nesse clima propenso ao alarmismo a irresponsabilidade medra e as divergência dão o tom e cores as informações com gente acrescentando ao que já é tenso o ingrediente da política odienta onde o quanto pior melhor.

Pessoas irresponsáveis, que ostentam títulos e outros predicados, aproveitam a tensão para esticar a corda na medida de seus interesses contrariados e invadem a mídia com informações que confundem a população tumultuando um ambiente já bastante tumultuado pelo noticiário que chega do mundo todo sobre um vírus que ganhou dimensões de pandemia, mesmo opiniões abalizadas descartando sua letalidade.

Só na Paraíba a desgraça alimenta o discurso político e a onda de boatos sobe as dificuldades que o Governo do Estado teria para enfrentar a crise vem sendo soprada por setores ligados ao ex-governador Ricardo Coutinho, aquele que um dia pastores evangélicos e setores da mídia anunciaram como o anticristo.

O vírus j chegou ao Estado diz relatório da saúde

segundo fontes do Governo, arautos e seguidores do rapaz de tornozeleira estariam aproveitando o pavor instalado pelo vírus para espalhar boatos sobre as restrições que o Estado teria para o tratamento eficaz no combate a doença, o que foi categoricamente negado pelo Secretário de Saúde do Estado, médico Geraldo Medeiros.

Nem mesmo numa situação de tamanha gravidade como a estabelecida pelo coronavírus, o ódio destilado por essa gente é capaz de um mínimo de reflexão. De forma diabólica como tudo o mais que são capazes de produzir e já produziram, agora tripudiam sobre o medo da população ao alardear informações que não correspondem à realidade.

De acordo com o doutor Geraldo Medeiros, o Estado tem as condições para enfrenta a cise se ela não for agravada pela irresponsabilidade e pelo pânico,