Da favela para a pista, Crime Organizado festeja o carnaval e hit enaltece a figura do Betinho

João Pessoa aos poucos e por incapacidade policial vai se transformando num reduto seguro para marginais de outros estados que, ao exemplo de Fernandinho Beira-Mar encontrou na cidade das Acácias lugar tranquilo para morar.

Marginais exibem poderio bélico nas favelas de JP

Depois de Beira-Mar agora é a vez de um Betinho de Brasília dar as ordens no pedaço e até música já fizeram saudando o novo mandachuva do crime organizado.

Teria sido esse Betinho, o chefe de uma das facções que atuam em João Pessoa, o cara que deu as ordens para o confronto na favela de Paulo Afonso onde morreram dois no último sábado.

A polícia sabe quem é sabe onde atua, mas não revela disposição para busca-lo devido ao pesado armamento que ele exibiu no confronto com os desafetos e que teria a mesma capacidade de destruição do que foi utilizado para arrombar as paredes do PB1, obrigando Ricardo Coutinho, outro chefe de facção, reconhecer que não tinha capacidade de responder ao ataque.

Eles não economizam munição nas madrugadas de JP

As exibições de poderio bélico vêm se tornando um espetáculo corriqueiro aos finais de semana, em João Pessoa, e dos quatro cantos da cidade já se viu o que as favelas escondiam em termos de arsenal.

Agora, circula nas redes sociais um hit enaltecendo as qualidades de chefão do crime organizado do Betinho de Brasília; e os caras, que se intitulam terroristas, sinalizam que vão brincar o carnaval mais animado da cidade conforme a música do momento.

Com certeza, a Polícia vai garantir a tranquilidade do carnaval mesmo que debaixo de uma chuva de balas.