Conselho aprova cassação de vereador por invasor de igreja

O Conselho de Ética da Câmara Municipal de Curitiba aprovou a cassação do mandato do vereador Renato Freitas, do PT, acusado de invadir a igreja do Rosário , na Capital paranaense.

Com a aprovação no Conselho de Ética, o vereador tem prazo para apresentar sua defesa e em seguida segue para analise da Comissão de Constituição e Justiça, e em depois vai a votação em plenário.

Votaram pela cassação do mandato do vereador Renato Freitas (PT), Danian Couto, Indicara Barbosa, Noêmia Rocha, Toninho da Farmácia, Sidinei Toaldo.

O vereador Dalton Barbosa votou pela suspensão de 90 dias, e a vereadora Maria Letícia votou pelo arquivamento do processo.

ACUSAÇÃO AO VEREADOR RENATO FREITAS (PT) – No processo constam as acusações contra o vereador Renato Freitas (PT) de pertubação da prática de culto religioso, entrada não autorizada de manifestantes e realização de ato político no interior da Igreja do Rosário.

Transcrição do site marcelojose