CAMPINA NA ESCOLA: Bruno pretende antecipar a implantação do modelo híbrido nas escolas municipais e anuncia equipamentos e ferramentas tecnológicos para professores e estudantes

A Prefeitura de Campina Grande, por meio da Secretaria de Educação, vai promover a distribuição de equipamentos tecnológicos para estudantes e professores, sendo este mais um fator importante para a mais rápida retomada das atividades presenciais nas escolas públicas do Município. Foi o que informou o prefeito Bruno Cunha Lima durante entrevista concedida à Rádio Caturité, na manhã deste sábado, 23, ressaltando do que a medida faz parte do planejamento do Programa Campina na Escola, que assegura aulas pela TV aberta (Canal 3.2).

Prefeito anuncia também inquérito sorológico para determinar retorno parcial das aulas presenciais no Município

Conforme também informou o prefeito, a implantação do modelo híbrido na rede municipal de ensino de Campina Grande poderá ser antecipada. A previsão inicial era de que as atividades nesse formato deveriam começar em setembro, porém tendem a ser antecipadas para agosto.

Inquérito sorológico

Bruno também fez ponderações sobre o avanço no processo de vacinação contra a Covid-19 em Campina Grande, sendo este mais um fator positivo para o retorno das atividades escolares no âmbito presencial.

Neste contexto, informou que será realizado um inquérito sorológico destinado a revelar o percentual de imunização dos profissionais da educação. Caso seja constatado um elevado nível de imunidade serão então tomadas todas as providências para o retorno gradual da rede municipal.

O prefeito pretende voltar a conversar com servidores e com o Sintab objetivando, se possível, antecipar o retorno híbrido nas escolas municipais, com ocupação de, no máximo, 30% da salas, distanciamento social, uso de máscara e demais equipamentos a serem fornecidos pelo Município.

Em sua visão, é um contrassenso o desejo de alguns de só retomar as atividades escolares apenas em 2022. Para o prefeito, isto só faz prejudicar a educação dos 36 mil alunos da rede municipal.

Lembrou Bruno Cunha Lima, por fim, o esforço da Prefeitura em avançar na educação apesar da pandemia do novo coronavírus, citando o projeto de educação continuada, por meio do Campina na Escola (Canal 3.2), além das ações de recuperação e de manutenção de mais de 60% das escolas e creches municipais.

Codecom