Biblioteca estadual é entregue à população após ampla reforma

O governador João Azevêdo entregou, nesta segunda-feira (27), a reforma da Biblioteca Pública Estadual Augusto dos Anjos, localizada na Avenida General Osório, em João Pessoa. As obras de restauração do prédio representam investimentos superiores a R$ 853 mil, destinados ao reforço estrutural e serviços na coberta, revestimento, esquadria, piso e pavimentação, instalações elétricas e hidráulicas, entre outros serviços. Além disso, a reabertura do equipamento é mais uma ação do Governo do Estado para revitalização do Centro Histórico da Capital paraibana. 

Na ocasião, o chefe do Executivo estadual ressaltou que o investimento entregue hoje representa a preservação da história e interliga ações da cultura e educação. “A biblioteca é um espaço de consulta e, apesar de todos os espaços disponíveis nos meios digitais, esse equipamento é insubstituível porque é um ambiente de troca de conhecimento e de convivência. A educação tem sido nossa prioridade e temos obtido avanços significativos no segmento, desde a primeira infância até a universidade, preparando a nossa juventude para o mercado de trabalho”, frisou.

Ele também elencou uma série de investimentos em equipamentos culturais do estado. “Nós estamos reformando o prédio onde funcionará o Parque Tecnológico Horizontes de Inovação, vamos entregar a Escola Técnica de Artes, já entregamos a reforma do Teatro Santa Catarina, em Cabedelo; o Museu da Cidade de João Pessoa; o Museu do Artesanato Paraibano Janete Costa; o Memorial Abelardo da Hora; o Museu da Polícia Militar; a reforma da Fundação Casa de José Américo; Casa Museu Ernani Sátiro, em Patos; o Crença, em Monteiro; vamos iniciar as obras do Museu da História da Paraíba, o Museu do Rádio, que funcionará na Rádio Tabajara; o Museu do Corpo de Bombeiros; e o primeiro laboratório de restauração de obras de arte”, acrescentou.

O secretário de estado da Educação, Ciência e Tecnologia, Cláudio Furtado, destacou que o equipamento representa mais um investimento para fortalecer a pesquisa a partir do grande acervo disponível no local. “Essa é uma ação de vital importância para que nossos jovens desenvolvam suas atividades de leitura no ambiente aconchegante e acolhedor que funciona em um prédio histórico, fazendo  parte dos investimentos do governo na revitalização do Centro Histórico, assim como está sendo feito com o Parque Tecnológico Horizontes de Inovação, que fica a 500 metros da biblioteca”, pontuou.

A coordenadora da Biblioteca Estadual Augusto dos Anjos, Kátia Augusta, destacou toda a estrutura que será disponibilizada aos frequentadores da biblioteca. “Nós temos novidades, a exemplo de internet, sala de leitura infanto-juvenil, conteúdo para os alunos do Ensino Médio voltado para o Enem, dando maior comodidade aos nossos estudantes”, disse.

A Biblioteca Augusto dos Anjos conta com um acervo de aproximadamente 38 mil exemplares e funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h. O espaço foi fundado em 1859. Apenas em 1939, foi estabelecida no atual prédio, hoje tombado, na Avenida General Osório, região central da Capital paraibana. O casarão tem uma arquitetura privilegiada com muitas janelas que possibilitam uma boa circulação de ar. No local funcionou a primeira Escola Normal da Paraíba e abrigou o Tribunal de Justiça da Paraíba, e por um tempo também sediou a redação do Jornal A União. A edificação foi construída em 26 de março de 1874 e concluída em 1884.

A estudante da Escola Cidadã Integral Luzia Simões Bartollini, Marília Lima, comemorou a reabertura do equipamento. “Essa biblioteca é tudo para os estudantes que gostam de literatura, mas não têm condições de comprar livros. Ter uma biblioteca pública sendo entregue em João Pessoa é muito bom para nós e eu pretendo vir aqui muitas vezes”, comentou.

Os deputados estaduais Lindolfo Pires e Wilson Filho; o prefeito de João Pessoa, Cícero Lucena; o vice-prefeito de João Pessoa, Léo Bezerra; além de auxiliares da gestão estadual prestigiaram a solenidade, dentre eles Tibério Limeira (Desenvolvimento Humano), Nonato Bandeira (Comunicação Institucional), Lídia Moura (Mulher e Diversidade Humana) e Simone Guimarães (superintendente da Suplan).

Secom

Fotos: José Marques/Secom