Vereadores de Santa Rita falam em congelar salários

Os vereadores da cidade de Santa Rita, na Região Metropolitana de João Pessoa, estão falando em congelar os salários dos eleitos para a próxima legislatura, que se inicia em 1º de fevereiro de 2017. A proposta, inclusive, é defendida pelo presidente da Câmara Municipal, Anésio Miranda (PSB). Ela admite, no entanto, que não há consenso e já surgiram propostas para aumentar os subsídios dos atuais R$ 10,024 para R$ 11 mil ou R$ 12 mil mensais. Isso apesar de apenas cinco dos 19 vereadores da cidade terem conseguido se reeleger. A renovação por lá foi de 74% da composição da Casa e que vota a matéria é a composição atual.

Presidente fala em congelar salários

O presidente da Câmara de Santa Rita fala que a crise econômica nacional tem motivado ele a defender o congelamento dos salários. Ele lembra a situação da cidade, que enfrenta atrasos nos salários dos servidores e descontinuidade dos programas mantidos pela prefeitura. Anésio Miranda alega que tudo o que sobrar com a contenção dos subsídios será repassado de volta para o Executivo. No ano passado, ele garante, R$ 286 mil foram devolvidos à prefeitura. Um fato pouco comum na relação entre os dois poderes. A expectativa é que os subsídios dos vereadores, do prefeito, do vice e dos secretários municipais sejam votados na próxima semana.