Piso nacional salarial da Enfermagem é discutido em sessão especial

Solenidade reuniu representantes da categoria e foi proposta pelo vereador Marcos Henriques

A Câmara Municipal de João Pessoa realizou na tarde da segunda-feira (29), sessão especial para discutir a implantação do piso nacional salarial da Enfermagem. A sessão foi proposta pelo vereador Marcos Henriques (PT) e reuniu representantes de entidades de classe da categoria, tanto de João Pessoa, como da Paraíba.

O vereador Marcos Henriques afirmou que foi com grande alegria que a categoria celebrou o advento da lei federal 14.434, recentemente aprovada no Congresso Nacional. “Não são valores capazes de impactar de forma significativa a capacidade de pagamento dos patrões ou mesmo da gestão pública. Por outro lado, é o mínimo esforço que se pode exigir de uma defesa de categorias tão importantes para o desenvolvimento das políticas públicas de saúde”, afirmou.

A presidente do Coren (Conselho Regional de Enfermagem) – PB, Rayra Beserra, disse o Conselho Regional de Enfermagem sempre esteve na luta pela melhoria salarial da categoria. “Lutamos ao lado de todas as entidades da enfermagem pela conquista da aprovação do piso nacional salarial. Essa vitória é de cada enfermeiro que estava nos plantões, trabalhando e conectados com as notícias. A enfermagem não está sozinha, nós somos profissionais da saúde e a base dela no mundo. O Coren estará ao lado dos profissionais da enfermagem nessa e em todas as lutas que forem necessárias para a nossa valorização e reconhecimento”, destacou.

Milca Rego, presidente do Sindicato dos Enfermeiros da Paraíba, acrescentou que o sindicato está atento para que o piso nacional salarial da categoria seja colocado em prática, tanto para servidores municipais como para funcionários estaduais como salário base. “Precisamos estar atentos e cobrando. O Sindicato está do lado do profissional para defender a implementação do piso nacional da enfermagem e no setor público estamos cobrando a efetivação enviando ofícios e a cobrança será a partir de janeiro de 2023”, pontuou.

Maíra Andrade Marinho, representante da Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP), falou que a lei deve ser cumprida, contudo a prefeitura está em fase de ajuste fino, estudo orçamentário de programação e reprogramação. “É óbvio que existe um impacto que deverá ser absorvido pelo município e isso demanda um estudo sob pena de se gerar um prejuízo maior do que a implantação imediata. Diante dessa realidade, a PMJP está realizando todos os esforços para que o piso nacional da enfermagem seja cumprido o quanto antes”, finalizou.