Notícias urgentes

Parecer do Gaeco enviado ao TJ é pela negativa de soltura do Padre Egídio

Parecer do Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público da Paraíba sobre pedidos das defesas do Padre Egídio de Carvalho e de Jannyne Dantas, detidos por suspeito de envolvimento em desvios de recursos do Hospital Padre Zé, é pela manutenção da prisão dos dois ex-diretores da instituição. O parecer foi enviado, hoje, para análise do desembargador Ricardo Vital de Almeida, do Tribunal de Justiça da Paraíba.

A defesa pediu revogação da prisão preventiva dos dois ex-diretores. Alegou que o Padre Egídio cuida de familiares idosos e é portador de comorbidades. O Gaeco, no entanto, entende que há outros familiares capazes de cuidar os parentes.

Os advogados também tentaram uma avaliação mental do religioso, o que foi considerado desnecessário pelo Gaeco

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *