JP adota tecnologias padronizadas de informações com as forças de segurança pública do País   

A Guarda Civil Metropolitana de João Pessoa começa a operar, a partir desta segunda-feira (3), com tecnologias padronizadas de informações com as forças de segurança pública do País, o Sinesp-Cad. A data foi confirmada pelo comandante-geral da Guarda Municipal, Vitor Freire.

“O Sinesp-Cad é um sistema que integra os registros feitos pelos cidadãos nos canais de emergência como o 153, 190,191,192 e 193 e que dará suporte ao planejamento das ações do órgão e aumentará a agilidade no atendimento às ocorrências. É uma ferramenta que permitirá uma maior integração com órgãos como as Polícias Militar e Civil, Corpo de Bombeiros, Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu-JP), Polícia Rodoviária Federal (PRF), Guardas Municipais e outros, otimizando a gestão de recursos e diminuindo o tempo de resposta à população, além de melhorar o planejamento operacional”, destacou.

Vitor Freire disse que agentes da Guarda Municipal foram treinados e há uma semana vinham operando o sistema de forma experimental e que, “a partir desta semana, vão virar a chave para modelo oficial. Agora, nossas ações terão início, meio e fim, com respostas prontas sobre onde precisa de mais patrulhamento para inibir a criminalidade em todos os aspectos”, disse

De acordo com o comandante da Guarda, o serviço será implementado inicialmente com a utilização das câmeras de monitoramento da Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana de João Pessoa (Semob-JP), mas em breve a Guarda terá seus próprios equipamentos espalhados pela cidade para reforçar as ações de segurança na Capital.

O Sinesp-Cad faz parte de uma das iniciativas do Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP) oferecidas, gratuitamente, aos Estados e Municípios, com diversas soluções tecnológicas para padronizar informações dos boletins de ocorrência, integrar dados e otimizar o trabalho das polícias, guardas municipais e Bombeiros.