Inscrições para concurso público do TRT-13 começam nesta segunda-feira

As inscrições do concurso público para provimento de cargos do quadro de pessoal do Tribunal Regional do Trabalho da Paraíba (13ª Região) abrem nesta segunda-feira (22). A Fundação Getúlio Vargas (FGV), responsável pela organização do certame, fará a liberação do formulário de inscrição no site dedicado ao concurso a partir das 16h, ficando disponível até as 16h do dia 20 de setembro de 2022. As inscrições para Analista Judiciário custam R$ 95, enquanto as de Técnico Judiciário custam R$ 75.

O requerimento de inscrição será cancelado caso o pagamento da taxa de inscrição, por meio de uma Guia de Recolhimento da União (GRU) não seja efetuado até o dia 21 de setembro de 2022, primeiro dia útil subsequente ao último dia do período destinado ao recebimento de inscrições via Internet, portanto, o candidato precisa ficar atento.

A isenção da taxa de inscrição será disponibilizada aos candidatos amparados pelo Decreto nº 6.593, de 2 de outubro de 2008, que estiverem inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) e forem membros de família de baixa renda, nos termos de que trata o Decreto nº 6.135, de 26 de junho de 2007.

Outra possibilidade de isenção é destinada aos candidatos que sejam doadores de medula óssea, amparados pela Lei nº 13.656, de 30 de abril de 2018, mediante solicitação e comprovação conforme descrito no edital. A isenção poderá ser solicitada no período entre as 16h do dia 22 de agosto de 2022 até as 16h do dia 24 de agosto de 2022, através do site do concurso na FGV.

As provas serão realizadas no dia 27 de novembro, nas cidades de João Pessoa e Campina Grande, ambas na Paraíba, em dois turnos. No período da manhã, acontecem as provas para os cargos de Analista Judiciário (nível superior), das 8h às 12h30 (horário oficial de Brasília). À tarde, as provas para os cargos de Técnico Judiciário (nível médio), das 15h às 19h. Portanto, é permitido ao candidato realizar mais de uma inscrição no concurso, contanto que não haja coincidência nos turnos de aplicação das provas.

Estão sendo oferecidas quatro vagas para provimento imediato, sendo uma para Analista Judiciário Área Judiciária, duas vagas para Técnico Judiciário Área Administrativa e mais uma para Técnico Judiciário Tecnologia da Informação, além da formação de cadastro de reserva, com 17 cargos. O provimento das vagas ocorrerá conforme disponibilidade orçamentária do Tribunal, nos termos da Emenda Constitucional nº 95/2016.

A FGV disponibilizou informações acerca da estrutura das provas, de acordo com cada nível. Os pleiteantes às vagas de nível superior deverão responder 70 questões objetivas, de múltipla escolha, nas áreas de Língua Portuguesa, Raciocínio Lógico, Atualidades e conhecimentos específicos referentes a cada cargo, além de uma questão discursiva. Para o nível técnico, serão 60 questões, com as mesmas áreas de conhecimento, incluindo Legislação Básica e uma prova de redação. Mais informações, inclusive a respeito do conteúdo programático do certame, pode ser conferido no edital do concurso, acessado na íntegra por meio deste link.