Hospital Regional de Queimadas realizou neste final de semana mais 30 cirurgias no Programa Opera Paraíba

O Hospital Regional de Queimadas realizou, neste final de semana (13 e 14), mais uma etapa do Programa Opera Paraíba. Na oportunidade, foram realizadas 30 cirurgias eletivas e contemplados pacientes de 13 cidades paraibanas. O Hospital de Queimadas, que é referência para 14 municípios da região metropolitana de Campina Grande, integra a lista de 12 hospitais de todas as regiões do estado escolhidos para compor uma força-tarefa para zerar a fila de cirurgias eletivas na Paraíba através do programa Opera Paraíba.
Neste mais recente mutirão de cirurgias foi realizado procedimentos de Colecistomia (retirada da vesícula biliar), Herniolplastia (tratamento da hérnia na parede abdominal, como umbilical, inguinal, incisional e epigástrica) e Histerectomia (retirada do Útero).

A Diretora Administrativa do Hospital de Queimadas, Eva Cordeiro, agradeceu o empenho das equipes da unidade de saúde e dos profissionais envolvidos na realização dos procedimentos. “Nesse final de semana realizamos 15 cirurgias no sábado (13) e mais 15 no domingo (14) dentro do Programa Opera Paraíba. Agradeço a todos que participaram e nos ajudaram a reduzir a fila de pacientes que necessitam de cirurgias na Paraíba e enaltecer o apoio e empenho do Governo do Estado nesta ação que beneficia paraibanos de todo Estado”, destacou a diretora.
Nesta etapa do Opera Paraíba em Queimadas foram realizadas cirurgias em pacientes das cidades de Alcantil, Aroeiras, Barra de São Miguel, Boqueirão, Cabaceiras, São Domingos do Cariri, Barra de Santana, Caturité, Gado Bravo, Natuba, Riacho de Santo Antônio, Santa Cecília e também de Queimadas. A maioria dos pacientes ficaram no hospital e terão alta após período de observação do pós-operatório, variando de caso a caso.

O diretor geral do Hospital de Queimadas, Dr. Flávio Daniel Carneiro, reiterou o sucesso de mais essa etapa na unidade. “Todas as cirurgias foram realizadas sem nenhuma intercorrência e os pacientes voltarão para casa com seus problemas resolvidos”, disse ele, lembrando que alta médica depende da evolução de cada paciente, mas que, normalmente, nestes tipos de cirurgia de baixa complexidade, as altas ocorrem no dia seguinte ao procedimento.
O Programa Opera Paraíba tem a meta de reduzir as filas de espera por cirurgias eletivas no Sistema Único de Saúde do Estado em um ano. Como contrapartida, os municípios entram com os exames pré-operatórios e com o transporte do paciente até o hospital responsável pela cirurgia e pela sua volta ao município de origem.