Delegacia de Homicídios busca imagens para elucidar morte de professora em CG

Durante entrevista veiculada pela Rádio Caturité FM, nesta segunda-feira, 3, o delegado da Polícia Civil, Cristiano Brito, que investiga a morte da professora de capoeira Cristiana Soares, abordou sobre os desdobramentos das apurações a respeito do crime.

A professora foi assassinada no último sábado (1), por volta das 17h30, enquanto ministrava aulas de capoeira no Parque da Liberdade, em Campina Grande.

Segundo o delegado, as investigações seguem em andamento e na busca por imagens que possam contribuir para a elucidação do crime.

– Umas das exigências que foram feitas é buscar imagens da região por toda a rua, para analisarmos desde a chegada do autor do fato ao Parque, até o momento em que ele saiu – afirmou.

Por fim, o delegado comentou sobre uma imagem que tem sido circulada, que possivelmente seria o autor do homicídio.

– Essa foto passou a circular e chegou para nós também, mas não temos como confirmar se é o autor do fato. Como as testemunhas ouvidas são de fato oculares, elas ficam um pouco traumatizadas, e não temos como afirmar. Eu vou ouvi-las com mais calma para, de fato, confirmar ou não – declarou.

Professora de capoeira é morta a tiros no Parque da Liberdade

Uma professora de capoeira foi assassinada na tarde deste sábado (1) no Parque da Liberdade, em Campina Grande.

Ainda segundo a Polícia, a professora estava participando de uma roda de capoeira quando um suspeito chegou atirando com arma de fogo.

A vítima foi identificada como Cristiane Soares.