COVID-19 Bruno visita Centro de Testagem do Novo Cruzeiro e anuncia ampliação do atendimento à população

O prefeito de Campina Grande, Bruno Cunha Lima, visitou na manhã deste sábado, 9, o Centro de Testagem instalado na UBS Maria de Lourdes Leôncio, no bairro do Novo Cruzeiro. Acompanhado do secretário de Saúde, Filipe Reul, e da diretora de Atenção à Saúde, Jeime Leal, Bruno anunciou que, já a partir da próxima semana, além da testagem, os centros vão voltar a contar com atendimento médico específico para COVID e também vão funcionar durante os sábados.

Medidas do prefeito ajudam a desafogar procura pelo Hospital Pedro I, em Campina Grande

Atualmente, Campina Grande conta com três centros. Além da unidade do Novo Cruzeiro, foram instalados centros de testagem na UBS Ricardo Amorim, nas Malvinas, e no Centro de Saúde do Distrito de São José da Mata.

Em cada centro, conforme explicou Bruno, a pessoa com sintomas passa pela triagem e pode fazer o teste e o SWAB para diagnosticar a possível infecção pelo Sars-CoV-2 (coronavírus).

Além de ampliar o atendimento, Bruno Cunha Lima explica que essas medidas visam a ajudar a desafogar o complexo do Hospital Municipal Pedro I, principal porta de entrada para quem busca tratamento contra o coronavírus. Confome relatou, nas últimas semanas tem-se registrado um aumento na procura pelo Pedro I, chegando a uma média de 500/600 atendimentos nas segundas-feiras. Desses, cerca de 15% a 20% testam positivo, ou seja, entre 80% e 85% são pessoas que não estão infectadas. Sendo assim, a cada dez pessoas, em média oito não estão infectadas.

Reforço de recomendação

Bruno repetiu uma importante orientação:  assim que surgirem os primeiros sintomas, o cidadão deve procure atendimento de saúde. Se os sintomas forem leves, pode-se procurar algum dos centros de testagem, que funcionarão a partir da próxima semana de segunda a sexta-feira das 7h às 19h e nos sábados das 7h às 17h. Caso os sintomas estiverem mais fortes, o Município estará pronto a receber os pacientes no Hospital Municipal Pedro I, de domingo a domingo, a qualquer hora do dia e da noite.