Auto de Natal do Pio X é encenado e encanta público

A Fundação Cultural de João Pessoa (Funjope) apoiou, na noite de ontem   (10), a realização da 24ª edição do Auto de Natal do Colégio Marista Pio X. Como já é tradição, o evento ocorreu na Praça da Independência, em frente à unidade de ensino, e o público aplaudiu de pé a apresentação que celebrou o nascimento do Menino Jesus. O espetáculo ao ar livre volta a ser encenado neste domingo (11).

“Acolhemos o projeto do Auto de Natal do Marista porque tem uma história desse espetáculo em João Pessoa, sobretudo agora que ele retornou para ser realizado em frente ao colégio. É um espetáculo que, de algum modo, a escola apresenta para toda a cidade. É um trabalho escolar, mas tem uma repercussão forte sobre João Pessoa. Nós da Prefeitura não poderíamos deixar de abraçar esse projeto que é estético, mas também de Natal, de celebração do nascimento do Menino Jesus”, declarou o diretor executivo da Funjope, Marcus Alves.

Uma mistura de música, arte, dança e teatro retratou a história de Jesus com detalhes. O Auto de Natal faz parte do projeto pastoral pedagógico Marista, que marca o fim do ano letivo. “O Auto de Natal é um modo que o colégio encontrou de comemorar o Natal com a cidade de João Pessoa. Reúne as diversas linguagens que temos na escola. O público compareceu, os apoiadores diversos, especialmente a Prefeitura de João Pessoa, por meio da Funjope. Trazer o Auto de volta para frente do colégio é um marco e a fachada da escola é parte desse processo”, declarou o diretor do Marista Pio X, Aluimar José da Silva.

Participam do espetáculo cerca de 300 pessoas, entre professores, estudantes, ex-alunos e colaboradores da unidade. O tema deste ano é ‘Auto de Natal Marista: Do sim de Maria nasce à esperança’.

Para a dona de casa Maria das Graças dia Santos, o momento foi de muita alegria. Católica e muito religiosa, ela elogiou a iniciativa. “É maravilhoso ver os jovens participando. E a Funjope tem apoiado e realizado espetáculos muito bonitos. Eu participo de todos”, contou.

Inayara Maria de Lima, técnica de enfermagem, contou que foi a primeira vez que viu o espetáculo. “Além de acompanharmos a história bíblica, é um momento de reflexão. Achei belíssimo”, elogiou.

A dona de casa Íris de Abreu Lima também fez parte do público que prestigiou à noite de espetáculo. “É um espetáculo familiar, que nos traz muito a paz”, declarou.

 

 

Fonte: Secom-JP

Fotos: Daniel Silva/Secom-JP