CidadeNotícias urgentes

Agentes de limpeza urbana removem excesso de vegetação e resíduos do canal do Bessa

A equipe aquática da Autarquia Especial Municipal de Limpeza Urbana (Emlur) retira o excesso de vegetação e resíduos diversos descartados irregularmente, no canal do Bessa. Os agentes de limpeza urbana executam o serviço na altura do Parque Parahyba II, e já encontraram materiais como pneus, mobiliário e artigos ligados ao consumo de alimentos e bebidas.

De acordo com o superintendente da Emlur, Ricardo Veloso, o trabalho da equipe aquática é realizado o ano inteiro para evitar pontos de alagamento na cidade, contribuindo com as ações da Coordenadoria Municipal de Defesa Civil. “No período chuvoso, a drenagem local poderia ser comprometida. Além dos canais, a equipe atua na limpeza de calhas, canaletas e valas por toda João Pessoa.

No canal do Bessa, o serviço deve ser finalizado na próxima semana. Segundo o monitor da equipe aquática, Joseilton Silva, cada local tem um perfil diferente quanto ao descarte irregular de materiais. “No Bessa, retiramos cadeiras de plástico, do estilo das que são usadas em bares, muitas embalagens de quentinhas, feitas de isopor, além de garrafas pet, sacolas de plástico, bolas de sopro, bolas esportivas e latinhas de bebidas”, relatou.

Após a limpeza da área, os animais voltam a marcar presença no local. “Nosso trabalho dá vida ao canal. Conseguimos ver peixes, capivara, lontra e garça, à medida que a limpeza vai sendo executada”, ressaltou Joseilton Silva. Nos últimos dias, a equipe aquática encerrou a limpeza do Parque Parahyba III. Os agentes da Emlur também executaram os serviços em um canal no bairro de Mandacaru e de uma escadaria no Cristo Redentor.

Descarte irregular – Os resíduos descartados nas ruas podem ser transportados pela água das chuvas e obstruir galerias e canais. Se a prática ocorre em terrenos privados, onde as equipes da Emlur não têm acesso, pode aumentar o risco de proliferação do Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue e de outras arboviroses, como zika e chikungunya.

A Emlur coleta mobiliário, eletrônicos e eletrodomésticos, em domicílio, mediante solicitação da população. O serviço, realizado pelo caminhão “Cata-Treco”, evita o descarte irregular de materiais de médio porte no meio ambiente.

Conforme o Código de Posturas do Município de João Pessoa, o descarte de resíduos em vias ou terrenos de João Pessoa é uma conduta ilícita e punível com multa. A punição para a prática é a aplicação de multa de 400 Unidades Fiscais de Referência (Ufir), o que corresponde ao valor de R$ 19.232, em abril.

A população pode denunciar o descarte irregular de resíduos e solicitar o serviço do Cata-Treco pelos telefones 3213 4237 e 3213 4238 e pelo aplicativo João Pessoa na Palma da Mão. Outra opção é pelo site da Prefeitura de João Pessoa, na plataforma Prefeitura Conectada, no endereço https://joaopessoa.1doc.com.br/b.php?pg=wp/wp&itd=10

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *