Abelardo Jurema Filho lança livro hoje no Mag Shopping

8574 - Formato 1
8574 - Formato 1
8574 - Formato 1
8574 - Formato 1
8574 - Formato 1
8574 - Formato 1
8574 - Formato 1
8574 - Formato 1
8574 - Formato 1
8574 - Formato 1

O escritor e jornalista Abelardo Jurema Filho, articulista do jornal A União, lança hoje seu livro “A Casa das Letras”, às 18h30, na Livraria do Luiz do Mag Shopping, em Manaíra. A obra conta a trajetória do autor até a Academia Paraibana de Letras, revelando o processo de inscrição e até a votação.

“Eu costumava dizer que, se aquela casa é a casa das letras, e há cinquenta anos as letras são a minha matéria-prima, eu achei que tinha condições de pleitear um lugar na Academia de Letras”, completou ele. Autor de outros cinco livros, “A Casa das Letras” integra essa contagem sendo o primeiro publicado depois que Abelardo passou a ingressar a APL.

A expectativa para o lançamento de hoje é a melhor possível, segundo o jornalista. “O livro tem causado uma boa recepção, tem tido boa receptividade da crítica, dos jornalistas e dos escritores. Tem sido uma recepção muito motivadora. Eu acredito que o livro tem o que dizer”, destacou Abelardo.

O evento, que acontece na Livraria do Luiz, localizada no Mag Shopping, reitera esse espaço considerado como “a casa dos escritores”. De acordo com Jéssica Queiroz, diretora comercial da livraria, o lançamento é mais um momento de celebração importante para o local, aberto há dois meses, e o selo “Livraria do Luiz” que completa 50 anos este ano. “É muito importante para gente que a livraria seja reconhecida como esse lugar que recebe autores da terra, que dá palco a seus artistas, que dá espaço aos seus autores e, principalmente, financia eventos como este, que aproximam o autor do leitor, que tornam a arte mais acessível e que democratizam o acesso à leitura”, disse ela.

A apresentação do lançamento ficará por conta do historiador José Octávio de Arruda Mello, que preparou um discurso ressaltando a experiência com a leitura do livro e a importância do material, que vem para somar a literatura paraibana. “Sempre entendi que a Academia deve abrigar categorias culturais e [Abelardo], como colunista social, tem sabido representar uma delas”, enfatizou ele, antecipando trechos de sua fala para o evento.

José Octávio, inclusive, possui um capítulo dedicado a ele no livro, relacionando o historiador a uma espécie de “enciclopédia ambulante”. Ainda como antecipação de seu discurso para a apresentação do livro, Mello observou que os textos de Abelardo demonstram o escritor “sempre lúcido e antenado com o mundo que vive” e que “A Casa das Letras” será uma obra que servirá futuramente como fonte para a categoria de “história do cotidiano”, que tem a pesquisadora Mary Del Priore como principal nome.

O livro será uma reunião de crônicas publicadas ao longo de sua carreira, “desde a época do Correio da Paraíba e do jornal O Norte”, pontuou Jurema. A obra tem edição de Juca Pontes, o prefácio é assinado por Valdemar José Souza e no posfácio tem textos de Gonzaga Rodrigues, Juca Pontes e de Martinho Moreira Franco. A impressão aconteceu pela gráfica A União e o livro contou com o apoio da Fecomércio-PB.

TRANSCRITO DO JORNAL A UNIÃO