Nervos à flor da pele com a volta do desembargador Ricardo Vital às lides forenses

Tem sido tão estressante e tão explosivo o clima político na Paraíba que qualquer zumbido na janela pode provocar uma debandada quanto mais uma movimentação forense, onde as férias de um desembargador ao serem interrompidas causam pânico e nervosa expectativa, que só os capítulos dos folhetins televisivos da Rede Globo conseguem irradiar.

E ontem, o vigilante Marcone Ferreira, no seu espaço, acendeu esse pavio e o anuncio da interrupção das férias do desembargador Ricardo Vital – a autoridade que preside o desenrolar da Operação Calvário, mexeu com os nervos dos paraibanos, provavelmente aqueles 12%, que as pesquisas encaminhadas ao governador atestam ter conhecimento da Operação a mesma que vem devastando o PSB, e abalando a gestão atual com supetões que jogam para fora do Governo, e para dentro das cadeias, celebridades do jardim dos girassóis.

O Diário Eletrônico não diz as razões da suspensão abrupta das férias do homem que vem decepando a organização socialista, incrustada no Estado, recorrendo à espada da Justiça, mas a publicação foi suficiente para estraçalhar os nervos de muita gente, cujos tornozelos tornaram-se tão vulneráveis quanto o calcanhar do mitológico Aquiles.

Algo aparentemente banal, que pode ter explicação banal, mas o clima de expectativa que vivem os paraibanos – pelos menos os 12% da pesquisa encomendada, já que o resto deve estar no mundo da lua para desconhecer tamanho escândalo – transformou em rastilho de pólvora prestes a demolir reputações, aparentemente inabaláveis, estufadas de empáfia e hipocrisia, como costumam esnobar e ostentar certos patifes.

O retorno do magistrado ao trabalho, esse sim, trabalho que deve e tem de continuar, colocou em polvorosa o mundo chapa-branca e tem gente, lá pelos confins da península ibérica, que pode até não voltar, receoso dos desdobramentos de uma operação que, a cada dia, mais se aproxima dele e de outros, que vivem arrotando honestidade e competência pelo vasto mundo da internet.

Essa operação tão desconhecida pelos estatísticos, que trabalham para o Governo, tem tirado o sono de muita gente. Em conversas reservadas, elas confessam estar sem dormir na expectativa de mais uma fase arrasadora da Operação Calvário, que pode arrastar para a cadeia celebridades do universo girassol.

Coincidentemente, o governador João Azevedo está de malas prontas para Portugal integrando a comitiva de governadores nordestinos, ela que faz o caminho inverso dos portugueses, e vai atrás dos potenciais que existem do outro lado do Atlântico.

Caso o retorno do desembargador às lides tenha alguma coisa a ver com a Operação tão devastadora para o mundo socialista, possa ser que João repita Cássio no episódio da prisão de Cícero, e não esteja em casa para prestar solidariedade aos atingidos pela espada do desembargador.

Mas tudo na verdade não passa de especulação e de nervos estraçalhados pelo o que já aconteceu até agora e que deve continuar se alastrando para o interior do jardim deixando os fariseus em pânico.

Que a espada do desembargador tem se mostrado afiada, isso é verdade também.

Leave a comment