Wilson Santiago pode ser afastado da política nesta quarta-feira (5)

A Câmara dos Deputados deve decidir nesta quarta-feira sobre o afastamento do deputado Wilson Santiago (PTB-PB), denunciado por corrupção pela Procuradoria-Geral da República (PGR). A medida foi determinada pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Celso de Mello em dezembro.

Farra com dinheiro público pode afastar Santiago da política

— Tem que ser na primeira sessão. Então tem que votar até quarta-feira, porque a primeira sessão é nesta terça às 19h — disse o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), a jornalistas nesta segunda-feira.

Wilson é um dos alvos da operação Pés de Barro da Polícia Federal, que investiga suspeitas de superfaturamento em obras no interior da Paraíba. De acordo com a Polícia Federal, são investigados os crimes de peculato, lavagem de dinheiro, fraude licitatória e formação de organização criminosa.

Segundo Maia, há um rito em que será apresentada a defesa prévia do deputado, do seu advogado, a posição do relator do caso e depois novamente a posição de Wilson e de seu advogado. Ele prevê que o caso seja votado em um dia só.

Em dezembro, líderes partidários já articulavam reverter o afastamento do deputado, como revelou o GLOBO. A decisão do STF é considerada extrema, já que não há condenação. Santiago tem um bom trânsito entre os colegas.

Parlamento PB