Verbas anunciadas pelo Ministério do Turismo agitam empresários do Litoral Sul

A repercussão da matéria sobre liberação de verbas para divulgação do potencial turístico de Estados pelo Ministério do Turismo turbinou o entusiasmo de empresários estabelecidos no Litoral Sul.

De acordo com a nota pouco mais de R$ 400 mil serão repassado para PB-TUR, encarregada de produzir campanhas publicitárias, que devem divulgar o potencial do turismo paraibano.

Coqueirinho, um dos paraísos a ser divulgado (Caco Martins)

Reconhecidamente um órgão moroso, visto com desconfiança pelo trade turístico, cuja longevidade na sua gestão tem inibido a criatividade e a operosidade, arrastando-se por longos oito anos numa demonstração de que, os cargos públicos transformaram-se em rentáveis sinecuras.

Na visão de muitos empresários, a PB-TUR sofre de artrose administrativa e já não demonstra agilidade para acompanhar o pique do setor turístico.

Paraíso

O mais frequentado litoral da Paraíba, Costa de Conde, recebeu, nesses oito anos de governo socialista, apenas retoques na maquiagem, com obras pontuais.

O paraíso fica aqui na PB

Não fosse o gigantesco potencial natural de praias paradisíacas, selecionadas entre as mais bonitas do Brasil, o turismo não teria sobrevivido e tudo o que existe de concreto é fruto da iniciativa privada.

Para agravar esse abandono criminoso, a região ainda foi assaltada pela cobiça e esperteza de integrantes do Governo passado que hoje enfrentam processo na Justiça e portam tornozeleiras como medidas cautelares.

Um mirabolante e obscuro projeto de “redenção” foi elaborado com o propósito de privatizar praias como Tambaba e a pílula dourada para afastar reações do empresariado local com uma esfuziante divulgação de que, a praia naturista seria vendida para o mundo.

Parceiro

Uma nova mentalidade está chegando ao Conde e ao Litoral Sul através da nova gestão municipal e o profissionalismo de pessoas ligadas ao trade turístico local, em postos chaves da administração, sinalizando para uma mudança radical na forma de encarar e gerir o setor.

O governador João Azevedo tem demonstrado as melhores intenções em relação ao litoral e já anunciou ações que podem e devem revolucionar a costa paraibana como a construção da ponte Ligando Cabedelo a Lucena.

Nesse embalo, João poderia rever esse obscuro projeto de privatização de Tambaba, que inclui doações de áreas a entidades suspeitíssimas, estabelecidas fora do estado e que estariam se locupletando com receitas que poderiam ser empregadas aqui na Paraíba, e não no Rio de Janeiro.

Praias como Tambaba, Coqueirinho e Tabatinga estão entre as mais bonitas do Brasil e só precisam de um olhar mais carinhoso da administração pública, municipal e estadual, para fazer da Paraíba um destino certo e frequentado.