Uso do Aeroclube e prioridade para polícias na vacinação contra Covid-19 são sugeridos por parlamentar

O vereador Coronel Sobreira (MDB) sugeriu à prefeitura da Capital que possa utilizar o espaço do Aeroclube, no Jardim Oceania, Zona Leste da cidade, como um equipamento público a favor da população. Além disso, durante a sessão ordinária desta manhã de terça-feira (23), na Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP), o parlamentar defendeu a inclusão das polícias como grupo prioritário para a vacinação contra o novo coronavírus (Covid-19).

Coronel Sobreira (MDB) pediu informações ao líder situacionista na CMJP sobre o terreno e justificou que Corpo de Bombeiros faz mesmo trabalho do Samu, mas não recebeu vacina

“O Aeroclube é uma área extensa que pode trazer vários benefícios à cidade. Pode ser um local para práticas de atividades físicas, como um parque, ajudar na saúde e bem-estar da população e do meio ambiente, ou ainda servir para a área de Habitação. Gostaria de saber, inclusive do líder da situação, Bruno Farias (Cidadania), se a área está sendo negociada e se a prefeitura tem algum projeto para a utilização daquela área”, indagou o vereador, informando que tem conversado com um ambientalista a respeito da melhor forma de se aproveitar o terreno, haja vista que há uma disputa pela posse do local.

O outro assunto comentado pelo parlamentar se refere à vacinação dos grupos prioritários. “Fizemos no início de março um requerimento para que desse aos órgãos de segurança pública, polícias, corpo de bombeiros, guarda municipal, dentre outros, pelo contato na rua com a população em geral e exposição maior ao vírus, a oportunidade de serem vacinados como grupos prioritários na questão do coronavírus. Porém, ainda não vimos nenhuma sinalização de que a categoria seria priorizada”, relatou Coronel Sobreira.

Ao justificar o requerimento, o vereador citou o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e o Corpo de Bombeiros. “O Samu está no atendimento pré-hospitalar, mas todos os integrantes do Samu foram vacinados. Em contrapartida, os bombeiros, que também exercem a mesma atividade-fim de atendimento pré-hospitalar, não tiveram o mesmo tratamento. Se não é possível colocar as polícias como prioritárias para a vacina, pelo menos façam isso com o Corpo dos Bombeiros, que faz o mesmo serviço do Samu. Faço menção a essa realidade e o apelo para esse cuidado”, salientou o parlamentar.