Última chuva de meteoros do ano acontece na madrugada deste sábado para domingo

A chuva de meteoros Geminídeas, última do ano de 2019, acontece nesta semana e pode ser vista de qualquer lugar do planeta. Os corpos celeste podem atingir uma velocidade de 260 mil quilômetros por hora durante sua passagem pela atmosfera da Terra e sua visualização não depende do uso de telescópio ou binóculo. O pico será por volta das 23 horas na noite desta sexta-feira, 13.

Eles entram velozes e furiosos na atmosfera da Terra, rasgando o céu a uma velocidade de 260 mil km/h e aparecendo para nós como uma belíssima chuva de estrelas cadentes.

Você não precisa de um telescópio nem de um binóculo para ver uma chuva de meteoros – e um destes eventos, as Geminídeas, acontece nesta semana e pode ser visto de qualquer lugar do planeta.

Segundo a BBC, a Geminídeas acontece uma vez por ano na Terra, no meio de dezembro, já que neste mês a Terra está cruzando a órbita do asteroide 3200 Faetonte, onde existem milhares de pequenas rochas e destroços do asteroide no espaço.

Se o céu estiver limpo, é possível ver até 120 “estrelas cadentes” por hora no céu, no momento de pico do evento. Embora a chuva de meteoros já tenha começado, o pico será por volta das 23h na noite desta sexta-feira, 13. Neste horário, o chamado radiante, ponto de onde os meteoros parecem estar vindo, estará bem alto no céu para quem mora da região Sudeste do Brasil. Para o Nordeste/Norte, o pico do fenômeno será mais cedo.

Para assistir ao Geminídeas, o ideal é estar deitado olhando para o céu, e aguardar por vários minutos até que os olhos se acostumem com a escuridão. É importante estar em uma região escura, longe das luzes da cidade, e torcer para que o céu esteja limpo de nuvens. Conforme previsão da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), a expectativa é de predomínio de nebulosidade variável em todas as regiões do Ceará ao longo do dia.

Por conta da Lua cheia, a visualização estará um pouco comprometida, com o luar bloqueando parte da luz da maioria dos meteoros. Dependendo das condições meteorológicas e da poluição luminosa no local, pode ser possível ver até 20 estrelas cadentes por hora. A indicação é olhar para a região da constelação de gêmeos, justamente por passar próxima a ela que a Geminídeas tem esse nome.

Também há a possibilidade de observar a chuva de meteoros na madrugada de sábado para domingo.