TRE indefere candidaturas a deputado estadual e federal

O Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB) julgou, até a última sessão realizada ontem, 403 registros de candidatura, dos 730 pedidos realizados pelos partidos e candidatos junto à Justiça Eleitoral. Destes, sete foram indeferidos. A Justiça Eleitoral tem até o próximo dia 12 de setembro, 20 dias antes das Eleições 2022, segundo prevê o Calendário Eleitoral, para realizar os julgamentos.

Apenas na sessão realizada ontem, 127 processos deste tipo foram julgados. Entre eles está a candidata a governadora, Adjany Simplício (Psol). Ela e o seu candidato a vice-governador, Jardel Queiroz (UP), tiveram a candidatura deferida pela Justiça Eleitoral da Paraíba. No entanto, quatro deputados federais e estaduais tiveram o registro indeferido pela Corte Eleitoral.

Entre os candidatos ao cargo de deputado estadual que tiveram as suas candidaturas indeferidas até o momento, estão: Edvaniza Xavier (PRTB); Valtemira Cley Alves da Silva (Republicanos); Alessandro Lopes Pereira (PL); Conceicao Marcia Ferreira da Silva de Oliveira (PDT); Joaquim Morais da Silva (PDT); Ana Lucia da Costa Dantas (MDB). Além do candidato a deputado federal: Bruno Arruda (PRTB).

Além disso, foram deferidas quatro candidaturas para o cargo de governador: Major Fábio (PRTB) e Antônio Nascimento (PSTU), Veneziano Vital do Rêgo (MDB) e Adjany Simplício (Psol). Além de seus respectivos vice-candidatos, Dr. Jod Candeia (PRTB) e Alice Maciel (PSTU), Maísa Cartaxo (PT) e  Jardel Queiroz (UP). Para o cargo de senador, apenas duas candidaturas foram deferidas até o momento, a de Alexandre Soares (Psol) e André Ribeiro PDT). Os demais ainda aguardam julgamento.

 

Renúncias

A Justiça Eleitoral registrou 11 renúncias de candidatura na Paraíba, até o momento. Destas, cinco são de candidatos a deputado estadual e seis de candidatos ao cargo de deputado federal.

Entre os que pediram pela renúncia à candidatura do cargo de deputado federal estão: Caio Marcelo (PMN), Cícera Santos (PMN), Juíza Flávia (MDB), Luidji Aplinário de Albuquerque (PMN), Marcos Pesauto (PDT), Queiroguinha (PL). Já os que desistiram de concorrer ao cargo de deputado estadual foram: Buba Germano (PSB), Guedes Informática (PL), Kelsen Bolsonaro (PL), Raphaella Lins (União) e Valmir da Lingerier (PMB).

Por Iluska Cavalcante, transcrito do jornal A União