STJ decide manter afastamento de Nominando Diniz e Arthur Cunha Lima do TCE

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidiu manter o afastamento dos conselheiros Nominando Diniz e Arthur Cunha Lima do Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB). Os dois estão afastados dos cargos desde dezembro de 2019 após serem citados em investigações no âmbito da Operação Calvário.

A decisão, tomada nesta semana, permanece sob segredo de justiça e foi divulgada nesta sexta-feira (17) durante o programa Arapuan Verdade. O STJ já havia decidido manter o afastamento dos conselheiros nos meses de fevereiro e abril deste ano.

As investigações da Operação Calvário, deflagrada pela Polícia Federal e Gaeco (Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado), apontam que Nominando Diniz e Arthur Cunha Lima estariam supostamente envolvidos em um esquema de propina para aprovar contas da Cruz Vermelha, que administrou alguns hospitais públicos na gestão do ex-governador Ricardo Coutinho.

Ainda de acordo com as investigações, a Cruz Vermelha teria sido usada pelo ex-governador para desviar recursos dos hospitais que administrava na Paraíba.

Arapuan Verdade