STJ afasta dois conselheiros do TCE investigados na Operação Calvário

O superior Tribunal de Justiça (STJ), decidiu nesta quarta-feira (18), após representação da Polícia Federal, suspender o exercício de função pública, por 120 dias, de dois conselheiros do Tribunal de Contas do Estado (TCE) investigados na 7ª fase da Operação Calvário.

A decisão foi tomada com base em elementos obtidos nas buscas e apreensões da operação de ontem, na qual os conselheiros André Carlo Tôrres, Nominando Diniz e Arthur Cunha Lima foram alvos. Os nomes dos conselheiros suspensos não foram revelados.

Gabinete do conselheiro André Carlos foi um dos visitados pela PF