Senadora paraibana condenada em segunda instância pode ser penalizada pela Lei Ficha Limpa

A senadora Daniela Ribeiro foi condenada em segunda instância por não pagar despesas referentes à assessoria que teria recebido de uma agência publicitária alegando que essa obrigação seria do partido (PP) cujo presidente é seu irmão o deputado Aguinaldo Ribeiro.

Não se sabe quanto a senadora ficou devendo a agência, mas pela disposição de cobrar como verba de indenização um sorvete de R$ 17,00, que tomou em Brasília, percebe-se que a parlamentar não gosta muito de meter a mão no bolso a não ser no bolso do contribuinte.

Por conta dessa inclinação para não gastar o dela, Daniela pode ser condenada pela Lei Ficha Limpa e ficar sem concorrer à reeleição para o Senado, já que condenada em segunda instância.