Senador pede que Alexandre de Moraes proíba Weintraub de deixar o Brasil

O senador Fabiano Contarato (Rede-ES) pediu ao ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, que proíba Abraham Weintraub de deixar o Brasil. O ex-ministro da Educação foi indicado por Jair Bolsonaro para assumir um cargo no Banco Mundial, em Washington, nos Estados Unidos e, em seu Twitter, anunciou que fará a mudança nos próximos dias.

Contarato defende que por ser investigado no inquérito das fake news Weintraub não pode sair do país.”Ao comemorar a iminente mudança ao exterior, o senhor Abraham Weintruab, aparentemente se esqueceu de mencionar que ostenta a condição de investigado perante o Supremo Tribunal Federal, por potencial cometimento do crime de lesar ou expor a perigo de lesão a independência do Poder Judiciário e ao Estado de Direito”, argumentou o senador no pedido encaminhado ao STF.

O senador pede ainda que o STF determine a apreensão do passaporte do ex-minsitro.

“Ante o exposto, diante da imprescindibilidade da continuidade das investigações sem interrupções, ao menos até que se conclua o presente inquérito, e diante da reiteração da conduta delitiva pelo investigado, requer a deferimento da imposição de medida coercitiva de proibição de saída do país, bem como decretação de busca e apreensão dos documentos de viagem”.