Senado está comprometido contra tragédia do povo ianomâmi, diz Pacheco

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, classificou como desoladora a situação do povo ianomâmi, que enfrenta uma grave crise sanitária e nutricional. O Poder Executivo declarou emergência em saúde pública de importância nacional devido a esta situação. Pacheco afirmou que o Senado deve trabalhar para assegurar proteção aos ianomâmis e comprometeu-se a assegurar medidas contra essa tragédia que atinge o povo Ianomâmi.

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva esteve em Roraima e prometeu agir no combate aos garimpos ilegais, que foram apontados como a causa da tragédia humanitária. A situação dos ianomâmis mobilizou parlamentares e causou repercussão nas redes sociais, com o líder do governo no Congresso apontando a responsabilidade do ex-presidente Jair Bolsonaro pelas mortes na Terra Ianomâmi.

Fonte: Agência Senado