Sem usar a máquina, o Cidadania de João Azevedo foi o partido que mais elegeu vereadores na PB

Contra números não resistem argumentos e, apesar de algumas reclamações, os números confirmam o bom desempenho da legenda mostrando que foi o partido de João, o que mais elegeu vereadores (332) no estado, contrariando alguns insatisfeitos, que não lograram êxito nas urnas.

As urnas prestigiaram o Cidadania

As reclamações provariam ainda que, o Governo do Estado manteve a neutralidade exigida pela Legislação e não acionou a máquina do Estado, quebrando uma tradição na política paraibana.

O Partido do governador João Azevêdo também foi o que mais conquistou prefeituras no Estado. Progressista aparece em segundo lugar na corrida às câmaras

Além de ter conquistado o maior número de prefeituras na Paraíba – 42 no total, o Cidadania foi o partido que mais elegeu vereadores e vereadoras nas eleições desse domingo.

Levantamento feito junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) mostra que a legenda do governador João Azevêdo conquistou 332 cadeiras nos legislativos municipais em todo o Estado. Além disso, elegeu 42 prefeitos e 40 vices demonstrando o potencial eleitoral da legenda presidida por Ronaldo Guerra no Estado.

Segundo o presidente do Cidadania, Ronaldo Guerra, o partido sai fortalecido da disputa municipal projetando uma estrutura que o credencia para a eleição governamental. “Trabalhamos com humildade e perseverança para alcançarmos esses resultados tão alvissareiros”, enfatizou.

Em João Pessoa, o Cidadania emplacou três parlamentares – Bruno Farias, Odon Bezerra e Zezinho Botafogo – na Câmara Municipal e terminou a disputa em primeiro lugar, ao lado de Avante, PV e Progressista e PV, que também elegeram três vereadores.

O levantamento mostra ainda que o segundo partido que mais elegeu vereadores na Paraíba em 2020 foi o Progressista (242), seguido de DEM (232), PSDB (201) e PL (192).

Por outro lado, PTC, PMB e DC , com dois cada um, foram os partidos que menos elegeram parlamentares às Casas Legislativas no Estado.