Secretária Ana Cláudia visita Hemocentro de Campina Grande e conclama população a doar mais sangue

A Secretária de Estado do Desenvolvimento e Articulação Municipal (Sedam), Ana Cláudia Vital, abriu a agenda desta segunda-feira, 12 (após inspecionar várias obras do Governo da Paraíba na cidade nas semanas anteriores), para fazer uma visita especial ao Hemocentro de Campina Grande, equipamento essencial para a preservação da vida e que em muito tem colaborado para a recuperação de pacientes.

Juntamente com o Secretário Executivo da Sedam, Galego do Leite, a Secretária foi recepcionada pela Diretora Geral Elília Pombo e fez questão de visitar todos os espaços do equipamento, acompanhando, inclusive, o primeiro contato do doador até chegar na fase final de doação de sangue.

 

“Fiquei feliz com o trabalho desenvolvimento em nosso Hemocentro, que possui Servidores capacitadoS, profissionais dedicados, equipe está composta demédicos, odontólogos, assistentes sociais, enfermeiros, fisioterapeutas, técnicos de enfermagem, etc. Temos que divulgar muito e apelar para que as pessoas venham doar sangue , que é vida, notadamente nesse período de chuvas, porque além da pandemia causada pelo coronavírus, temos registrado um aumento nos casos de dengue e problemas respiratórios, Entre outras doenças”, afirmou a Secretária Ana Cláudia.

 

Ana Cláudia destacou que mais do que ajudar o próximo, a doação de sangue é um ato de amor que pode salvar vidas e, em muitos casos, a transfusão é a única esperança dos pacientes e alento para as famílias.

 

O Hemocentro de Campina que possui cerca de 130 funcionários, funciona numa estrutura de dois andares no bairro do Catolé e conta com equipe de profissionais multidisciplinares para realizar atendimento diário. O Hemocentro não atende apenas Campina Grande, sendo referência para outros 70 municípios.

 

Além da doação de sangue, o Hemocentro também destina atendimento ao paciente com problemas hematológicos, com dois hematologistas, enfermeiros, Fisioterapeutas, assistentes sociais para acompanhar esse paciente: “aqui temos não apenas o acompanhamento médico para essas pessoas, mas também os medicamentos necessários. Disponibilizamos ainda fisioterapia e odontologia para os mesmos”, destacou Elília.

 

Importante informar que o volume de sangue doado é reposto ao organismo em menos de 24 horas e todo o procedimento acontece DE forma segura garantindo a segurança do doador e também de quem recebe.

 

De acordo com a coordenadora do Hemocentro, Elília Pombo, durante o período da Pandemia, o estoque apresentou uma grande baixa, principalmente nos tipos sanguíneos de RH negativo, já que são sangues mais raros.

 

Segundo a coordenadora, a média diária de doações era de 120 pessoas e agora, o máximo de pessoas em um dia não passa de 70. Isso corresponde a uma diminuição de 41,6%.

 

Conforme a Diretora Geral do Hemocentro, é necessário que as pessoas voltem a doar, esclarecendo também que estão sendo adotados todos os cuidados necessários para evitar o risco de contágio do coronavírus. As doações estão acontecendo através de agendamento pelo telefone (83) 3344-5475 ou diretamente no local no dia que a pessoa desejar realizar a doação.

 

Para doar é necessário: ter acima de 50kg; boa saúde física; livre de sintomas gripais (coriza, espirros, febre); pessoas que já tiveram Covid-19 só podem doar depois de 30 dias; estar bem alimentado ; dormir bem; não ter ingerido bebida alcoólica até 12h antes da doação e levar documento oficial com foto.

 

Para Conhecer mais sobre o Hemocentro local, basta acessar a sua rede social no Instagram: https://www.instagram.com/hemocentrocg/ e no Faceboook: https://www.facebook.com/hemocentrocg

 

Assessoria