Romero acompanha transferência de 20 pacientes do Pedro I para o Hospital Municipal de Campanha Dr.Virgílio Brasileiro

O prefeito Romero Rodrigues acompanhou, no início da noite deste sábado, 30, a transferência de 20 dos 52 pacientes que estavam internados em leitos de UTI e enfermaria, do Hospital Pedro I, para o Hospital de Campanha Dr. Virgílio Brasileiro.

Unidade de apoio no bairro de São José dispõe de 42 leitos e 23 respiradores

Ao lado do secretário de Saúde, Filipe Reul, Romero Rodrigues destacou a importância do Hospital de Campanha no enfrentamento à Covid-19. “A cidade está apresentando uma curva crescente dos casos confirmados. Graças ao planejamento da Prefeitura, podemos contar com esta unidade e vamos conseguir salvar mais vidas aqui”, afirmou.O “Dr. Virgílio Brasileiro” funciona no complexo hospitalar do Pedro I e conta com 42 leitos, sendo 23 com respiradores. A unidade funciona onde a Prefeitura estava construindo a Central Municipal de Hemodiálise. Após a pandemia do novo coronavírus, o prédio voltará a ser utilizado para o tratamento de pacientes renais.

Com o novo Hospital de Campanha, somente no complexo do Pedro I são 138 leitos exclusivos para a Covid-19 em Campina Grande, que é também referência no atendimento dos casos da doença para 69 cidades paraibanas. O município ainda conta com outros 157 leitos distribuídos em hospitais das redes pública e privada.

Novos leitos privados

Segundo Filipe Reul, além dos leitos do Hospital de Campanha, a Prefeitura ainda pretende ampliar a capacidade de atendimentos para Covid-19 no SUS, com a ativação de mais 45 leitos no Hospital da Clipsi e nove no João XXIII. “No João XIII a estrutura já está pronta e agora vamos aguardar o fechamento das escalas médicas. A unidade será nossa referência para pacientes renais que necessitem de hemodiálise”, explicou o secretário.

Fonte: Codecom