Ricardo sonhou com a privatização da Cagepa como revela delator

A mentira realmente tem pernas curtas e as de Ricardo não são diferentes. Acostumado à hipocrisia dos falsos moralistas, Ricardo saiu açodadamente para atribuir responsabilidades e intenções de privatização da Cagepa a João Azeredo e viu a viga mestra desabar sobre sua cabeça ao ver ressuscitados episódios já soterrados na memória popular onde suas negociatas vieram novamente à tona para revelar de fato quem é esse sacripanta socialista.

Delatores expuseram os planos nebulosos do homem que usava a moralidade como biombo para suas investidas no dinheiro público e contaram em juízo os projetos de privatização da Cagepa que o mago acalentava.

Ricardo SEMPRE foi de negociatas, desde que entrou pra vida pública e suas gestões protagonizaram escândalos como o do Gari e do Cuiá, onde o dinheiro do contribuinte foi transferido para seu bolso como sugeriram os fatos e as investigações.

Como prefeito silenciou sobre o dinheiro do Boa Nova distribuído generosamente pelo PT de Lula para sanar um dos maiores males dessa nação: a falta de saneamento básico.

Sabe tudo de esgoto

Quinhentos milhões de reais foram fartamente dilapidados e sugados por quilômetros de valas abertas sem que um único cano tenha sido depositado para construir a imensa rede de esgoto sanitário que promoveria a redenção desse país em matéria de saúde pública

Como prefeito Ricardo sabia desse crime e podia ter denunciado, mas jamais se posicionou mesmo com todo alarido da imprensa denunciando a maracutaia que fez a festa de empresários inescrupulosos da construção civil muitos com DNA de políticos de projeção no estado.

O Boa Nova foi um escândalo monumental que esburacou o estado transformado numa planície lunar tal o número espantoso de valas abertas para simular o trabalho de implantação da rede de esgoto redentora que eliminaria definitivamente as doenças endêmicas, que destroçava a saúde da população.

Até hoje nunca se apurou nem se investigou essa farra com o dinheiro público que contemplou todas as legendas independente de ideologia.

Todas as acusações sobre corrução ficaram centradas nas grandes empresas voltadas para a exploração de petróleo, mas jamais cuidaram de investigar para onde foi o dinheiro do Boa Nova.

De esgoto e trampolinagem Ricardo conhece tudo. Leia matéria abaixo e veja vídeo:

A verdade sobre a privatização da CAGEPA. Plano de Ricardo e Cássio foi exposto por delator da Odebrecht na lava jato

Quando o delator Fernando Reis, ex-presidente da odebrecht Ambiental prestou seu depoimento para conseguir o benefício da delação premiada, no âmbito da operação lava-jato, a verdade sobre a privatização da CAGEPA foi exposta aos paraibanos.

Como político acredita que brasileiro tem “memória curta”, vamos refrescar os fatos para restabelecer a verdade.

O delator Fernando Reis, narra ao procurador da república que colheu seu depoimento, que havia apresentando ao governo da Paraíba em 2011, quando Ricardo era Governador com faixa no peito e tudo, uma proposta de manifestação de interesse para desenvolver uma PPP (parceria público-privada) para o setor de água e saneamento.

Segundo o delator, Ricardo Coutinho autorizou formalmente os estudos de viabilidade técnica e econômica do que seria a privatização da CAGEPA.

Os estudos foram iniciados e posteriormente o mago recuou por não querer enfrentar as pressões ideológicas e sindicais e o plano parou. Mas a ideia estava alí, esperando o melhor arranjo político para sair do papel. Foi cogitada, estudada pela odebrecht e autorizada por Ricardo Coutinho. O mesmo que na live de hoje mais cedo apareceu como ferrenho defensor da CAGEPA e “salvador” da companhia.

Refresquem bem a memória, 2022 está chegando!

Já em 2014 foi a vez de Cássio Cunha Lima tentar sua sorte, concorrendo ao governo do estado, o então Senador da República prometeu a privatização da CAGEPA.

Confira o vídeo completo:

Dessa vez o arranjo financeiro seria outro, uma doação de campanha da empresa, via caixa 2, no valor de R$ 800 mil (oitocentos mil reais) para dar continuidade ao plano de privatizar a companhia iniciado com a manifestação de interesse que a odebrecht já havia feito ao Governo da Paraíba em 2011 e firmar a parceria público-privada que findaria por privatizar a CAGEPA.

Fernando Reis afirma no vídeo, que autorizou o então diretor da odebrecht, Alexandre Barradas, a executar a operação de pagamento do caixa 2 e no departamento de operações estruturadas, responsável pelo pagamento das propinas da companhia, conforme a operação lava-jato descobriu, Cássio recebeu o apelido de “trovador”, bem apropriado por sinal.

O plano de privatizar a CAGEPA é herança na família Cunha Lima

Em fevereiro desse ano, o Deputado Pedro Cunha Lima em entrevista ao programa arapuan debate, da rádio arapuan defendeu o plano que seu pai não conseguiu concluir.

Segundo Pedro, o plano seria abrir uma “concorrência”, e continuou:

“Quero discutir uma proposta que coloque como prioridade o saneamento básico, não é razoável que a gente fique preso a esse modelo. E aqui eu não quero pura e simplesmente criticar a CAGEPA. Eu quero dizer que o que está posto não está dando certo. Por que se metade de um estado não tem saneamento básico”, disse o deputado. Pedro falou que não queria criticar a CAGEPA, mas ressaltou que “o que está posto não funciona”.

O deputado não falou em privatização da CAGEPA, mas em abrir concorrência. “Eu não diria privatizar a CAGEPA. É colocar uma concorrência. Se a CAGEPA for o caminho mais eficiente e vencer a concorrência e estabelecer metas. O que é que a CAGEPA tem a oferecer? Eu vou fazer um investimento daqui, disso, disso, disso, disso, eu vou conseguir entregar saneamento básico para x por cento da população… isso eu vou fazer em 10 anos, etc e tal. Se ela tiver cumprindo isso ou se chegar uma alternativa que coloque um investimento maior com retorno social maior… por que eu vou ficar preso na CAGEPA?”, ressaltou.

Em outros palavras caros leitores, o plano é o mesmo, privatizar a CAGEPA. Em 2022, Pedro e seus aliados negacionistas e antivacina pedirão seu voto, ajudei restabelecendo a verdade sobre os que tentaram nos últimos 10 anos de fato privatizar a CAGEPA, cabe a você fazer sua escolha.

Por J. Laurentino

Delação de Fernando Reis Veja o depoimento doação em caixa 2 para o senador Cassio Cunha Lima (PSDB) – YouTube