Ricardo Coutinho entra com recurso contra decisão da ministra Rosa Weber

A defesa do ex-governador da Paraíba Ricardo Coutinho (PT) protocolou um agravo regimental às 20h33 desse domingo (14/08), dois dias depois da ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal, negar inicialmente o pedido. O novo recurso do petista requer urgência na apreciação do seu pedido de liminar para disputar as eleições deste ano.

Na semana passada, a ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal, negou o pedido de tutela provisória antecedente feito pela defesa do ex-governador Ricardo Coutinho e, assim, ele continua inelegível. Ele integra a Coligação “A Paraiba tem pressa de ser feliz”, encabeçada pelo senador Veneziano Vital do Rêgo (MDB).

Com a fica suja após condenação em 2020 pelo Tribunal Superior Eleitoral, de forma unânime, por abuso de poder econômico nas eleições de 2014, Coutinho não tem condições de disputar o Senado.

Da redação

Foto: reprodução/internet