Restos a pagar levaram Berg à prisão e desse monturo continua saindo milhões da prefeitura de Bayeux

Nada mais parecido entre Berg Lima e Luciene de Fofinho do que esses pagamentos de velhas contas de gestões passadas, os nebulosos restos a pagar.

Nem mesmo a prisão de Berg em flagrante recebendo propina dessa modalidade de pagamento da máquina pública desestimulou as ratazanas, e elas continuam saindo dos esgotos para roer o queijo fedorento da corrupção.

Foi por restos a pagar que Berg Lima foi preso

Pagamentos milionários estão sendo realizados e o modelo parece seguir o mesmo roteiro que levou Berg à prisão depois de um diligente e bem planejado trabalho de investigação da Polícia Civil.

Já se sabe que reputada ratazana bastante conhecida dos esgotos da cidade estaria urdindo esses pagamentos milionários a um preço módico de 40% do valor total engavetado exatamente para que os credores se submetam a esse tipo de espoliação.

Estaria apenas faltando alguém botar a boca no trombone para que esses pescadores de águas turvas façam companhia a Berg na vala do descredito e nas grades das prisões.

Juntos e misturados

Que todo mundo já sabe que a mutreta está em funcionamento é fato e o ruído dos comentários já devem ter despertado a atenção das autoridades faltando apenas um dos extorquidos resolver denunciar o esquema para mais um pilantra ser apresentado a sociedade de Bayeux.

Bayeux é reconhecidamente uma cidade submetida à corrupção dominada pelo crime organizado em todas as suas manifestações, comprometendo e submetendo todos os poderes deslavadamente complacentes e tolerantes com bandidos de todos os naipes.

Não se sabe que serviço foi prestado e onde foi prestado, mas alguma coisa de muito interessante deve estar por detrás dessas operações só agora realizadas e que exigiriam um olhar mais atento das autoridades haja visto o que já aconteceu em passado recente.

Somas tão vultuosas não podem simplesmente ser quitadas de maneira tão açodada em espaço de dias para empresas localizadas fora do estado principalmente em se tratando de território tão minado pela corrupção como é a cidade de Bayeux.

A prefeita tem feito viagens estranhas pelo país substituindo o avião pelo carro em trajetos que podem ser traçados ao sabor das conveniências.

Como em Bayeux tudo é suspeito dize-me por onde andas que te direi quem és.