Repudiado: “João de Deus” de Bayeux ameaça tomar Secretaria da Mulher e colocar na rua esposa do vice

A espada ameaçadora da Justiça parece prestes se abater sobre a cabeça de Luciene de Fofinho e sua trupe depois que o MP encontrou fortes razões para pedir a cassação de sua chapa por várias irregularidades cometidas no período eleitoral, entre elas, abuso de poder econômico.

Como um trem quase descarrilhando com uma carga explosiva, Luciene ainda tem que administrar os conflitos internos, provocados pela ganância desenfreada de um elemento nocivo, infiltrado na gestão, mandando e desmandando ao ponto de impedir que notas de repúdio a sua conduta sejam publicadas pela prefeitura.

Esse contraventor e aliciador de mulheres tem interferido acintosamente na gestão de Luciene

Renomado aliciador de mulheres, contraventor e outros atributos pouco recomendáveis, transitando com desenvoltura nos esgotos da cidade, o bicheiro Zezito da Banca anda peitando integrantes da equipe de Governo que defendiam uma manifestação de repúdio a sua participação em solenidades oficiais.

Tão nociva, a figura patética desse contraventor e aliciador de mulheres, precisa se cobrir com o manto da hipocrisia e do cinismo para se apresentar como alguém ilibado mesmo depois de ter proclamado em áudio, aos quatros ventos, seus métodos sórdidos de conquistador barato.

Adeus o pudor: essa fiel servidora de Zezito quer tomar conta do PSL, em nome dele, e assumir a secretaria das mulheres

Segundo informações de fontes credenciadas da prefeitura, que se constrangem com a interferência, ingerência e influência do bicheiro aliciador de mulheres, ele reagiu irritado com a inciativa da publicação de uma suposta nota.

Enfurecido, teria partido para ameaçar quem propôs a nota visando se afastar do odor fétido que sua presença exala, ligando na calada da noite para rosnar sua insatisfação e fazer ameaças veladas ao suposto autor.

Achou pouco mandou sua preposta e ardorosa integrante da sua entourage – cuja fidelidade lhe empresta o apelido de João de Deus de Bayeux – peitar a titular da pasta da mulher, incomodado com as críticas e revelações que esse portal faz sobre as artimanhas de bastidores, desenvolvidas por ele.

O portal também apurou que o PSL, partido que elegeu Jair Bolsonaro com o discurso da moralidade na vida pública tem muito o que explicar em relação ao futuro do diretório municipal da legenda, em Bayeux, cavilosamente e irresponsavelmente sendo entregue, na prática, as mãos suspeitas da contravenção penal, representada pelo bicheiro Zezito da Banca.

O Jampa News vai se aprofundar nesse tema e saber do presidente nacional do partido, Luciano Bivar, se a sigla tem comissão de ética na Paraíba, e se tem como ela encara essa relação de promiscuidade com a contravenção penal.

Convicto de sua duvidosa reputação, o aliciador e contraventor recorre ao ardor de suas seguidoras para se fazer representar aonde não cabe a sua triste fama de afrontador dos bons costumes.

Camuflado nos cosméticos e na oxigenada cabeleira da adjunta das mulheres, Zezito invade a prefeitura, intimida integrantes da equipe da prefeita, inclusive, o Fofinho (marido) e ainda o vice (mais escondido do que orelha de freira) e sua esposa, ameaçada de perder o cargo para as intrigas e propósitos pouco republicanos do contraventor.

Enfim, um pandemônio que pode ter fim com a cassação da chapa e Bayeux suspirar aliviada de tanto lixo ao redor.