PSL de Júlian Lemos proclama dignidade, idoneidade e voluntariado como requisitos para se almejar o voto popular

O presidente estadual do PSL, deputado federal Júlian Lemos, não está para brincadeira a ser levado em consideração a seleção de pré-candidatos para disputar cargos majoritários e proporcionais nas eleições deste ano pela legenda

Deputado está garimpando nomes ilibados para disputar eleição pelo partido

Lemos tem revelado empenho na escolha dos representantes da sigla no estado tanto para as prefeituras como para as câmaras municipais dando ênfase a reputação dos postulantes no aspecto moral e ético

Ele próprio pré-candidato a prefeito de João Pessoa têm empreendido uma maratona de visitas e contatos no esforço para peneirar nomes ilibados, que reforcem a legenda na luta pela renovação da pratica politica na Câmara Muniipal, onde e quando tem sondado personalidades como o coronel Francisco de Assis, uma das mais sólidas lideranças dentre as categorias dos servidores públicos, cujo desempenho de décadas a frente do Clube dos Oficiais, o credencia disputar uma vaga na Casa de Napoleão Laureano pelo trabalho voluntarioso notadamente junto à juventude, ampliando as fronteiras, entre civis e militares, ao assegurar a presença maciça da sociedade às dependências do clube para a pratica das diversas modalidades esportivas e recreativas, realçando a convivência harmoniosa entre esses segmentos

Em Bayeux, Lemos aposta na retidão e juventude do capitão Jaerson

O coronel Francisco de Assis já foi presidente estadual do PSL e durante a campanha presidencial teve um trabalho de destaque como coordenador sendo um dos responsáveis pela expressiva votação que o deputado Júlian Lemos obteve no seu batismo de fogo, nas urnas, conquistando uma vaga para a Câmara Federal, eleição que comprovou o anseio de renovação do eleitor paraibano, proposta que respalda novamente o discurso do PSL, para angariar votos nessa batalha municipal, onde renovar se faz preciso

Bayeux

Em Bayeux, cidade devastada por escândalos, envolvendo a classe política local e forçando a interferência da justiça para coibir as práticas criminosas, recorrentes aos detentores de mandatos eletivos daquele município, o presidente do PSL, Júlian Lemos foi buscar nas fileiras da Polícia Militar o nome do jovem capitão Jaerson Alves criteriosamente escolhido pela trajetória de retidão profissional e cidadã como também pela contribuição destacada de secretário geral do Clube dos Oficiais, onde se revela um dos mais dedicados companheiros de diretoria do coronel Francisco de Assis na luta pela dignidade, direitos e conquistas da categoria

Com esse critério de idoneidade exigido para seus candidatos e com a proposta de renovação dos costumes políticos, o PSL pretende modificar o cenário político paraibano

De acordo com o deputado Júlian Lemos, o eleitor precisa se engajar nessa luta para restabelece e defender a dignidade que a política exige como instrumento e trincheira na defesa da sociedade jogando para a sarjeta a demagogia e a desonestidade