PSL de Julian Lemos aposta na renovação e apresenta oficial da PM para restabelecer a moralidade política em Bayeux

Município abalado por sucessivos escândalos, envolvendo a classe política, Bayeux terá nessas eleições a grande oportunidade de varrer do seu cenário político esse anátema que tantos prejuízos tem causado ao povo do ponto de vista moral e social.

PSL aposta na renovação dos costumes políticos

Velhas e estigmatizadas candidaturas, majoritárias e proporcionais, apostam na memória fraca do eleitor e se relançam à disputa com um reforço de óleo de peroba para pedir mais uma vez o voto popular.

Nesse embate surge ainda os oportunistas que, de roupa nova escondem os trapos da velha política e pretendem com esse disfarce ludibriar os incautos apresentando-se como renovação.

Mas onde tem joio também tem trigo e não poderia faltar ao eleitor de Bayeux alternativas sadias, que destoam do ambiente deteriorado que caracteriza a política do município, onde charlatões e estelionatários prosperam politicamente.

Presidente estadual do PSL, Julian Lemos está garimpando nomes

Atentos a essa necessidade quase vital de repor a moralidade e os bons costumes da vida pública e diante do cenário de desmandos que passou caracterizar as gestões da totalidade dos municípios que integram a Região Metropolitana da capital partidos como o PSL resolveram optar pela renovação em seus quadros e apresentar para a disputa nomes sem qualquer mácula sem nenhum demérito no aspecto ético e moral.

Fiel a esses critérios e atributos que exigem a moralidade e a política no melhor sentido de seu significado o partido optou por um jovem oficial da Policia Militar, filho da cidade, e que reúne os atributos que a renovação exige como profilaxia para o ambiente politicamente poluído da cidade – o capitão Jaerson Alves.

A indicação do capitão Jaerson teve muito da participação e do aval do presidente estadual da legenda deputado federal Julian Lemos também pré-candidata a prefeito de João Pessoa.

Julian vem garimpando candidaturas no Estado que sigam a orientação da carta-programa do partido e que possam ser alternativa idôneas para o eleitor em particular o da região metropolitana, afrontado pelos escândalos que explodiram dentro das gestões dos municípios vizinhos a capital paraibana.

Nascido e criado em Bayeux, o capitão Jaerson preenche esses requisitos de idoneidade comprovada e tem planos e projetos para recuperar a administração pública do município abalada pelas frequentes interrupções nas gestões ditadas pela Justiça como decorrência das muitas denúncias e dos muitos escândalos que abalaram a cidade.

Tem sangue novo e bom na liça.