Prefeitura de João Pessoa passa a realizar testagem para Covid-19 exclusivamente com agendamento

A Prefeitura de João Pessoa, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), segue ofertando na sua rede os testes para detecção da Covid-19. Ao longo da semana os exames serão realizados exclusivamente por meio de agendamento, em Unidades de Saúde da Família (USFs), nas Policlínicas do Cristo e de Jaguaribe e no Centro de Vivências da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), este último funcionará até a próxima quarta-feira (23).

O agendamento é realizando acessando o aplicativo Vacina JP ou o site vacina.joaopessoa.pb.gov.br, a partir das 19h do dia anterior. Podem ter acesso à testagem as pessoas que estão no período de três a sete dias de sintomas gripais ou ainda que mantiveram contato com pessoas que testaram positivo para a doença.

“Na última semana, testamos cerca de duas mil pessoas apenas nos pontos extras que funcionaram na UFPB e na Uniesp, o que desafogou grande parte da demanda que estava sobrecarregando nossas Policlínicas. Nos próximos dias, optaremos pela testagem por agendamento, que nos possibilita ter um maior controle, evitando também aglomerações e uma maior circulação do vírus”, explicou Luís Ferreira, secretário municipal de Saúde.

Locais e horários – As unidades disponíveis para realização dos testes estarão listadas no canal de agendamento. O horário de testagem nas USFs é das 13h às 16h, de segunda a sexta-feira. No Centro de Vivência da UFPB, será das 8h às 11h. Já na Policlínica de Jaguaribe, o horário de realização dos testes é das 8h às 11h; mas na Policlínica do Cristo acontece das 8h às 11h e das 13h às 16h, salvo na próxima quarta-feira (24), quando o horário de testagem nas Policlínicas será das 8h às 11h.

Documentos – No momento da testagem para detecção da Covid-19, é preciso apresentar um documento de identificação com foto e o cartão do SUS. O resultado do teste é disponibilizado em um tempo médio de 15 minutos e, dependendo dos sintomas, o paciente será orientado a passar pelo médico que fará os encaminhamentos necessários.

 

Vacinação contra Covid-19 de crianças a partir de seis meses com comorbidades será exclusivamente domiciliar

A vacinação que pode prevenir contra Covid-19 de crianças na faixa etária de seis meses a dois anos de idade (2 anos, 11 meses e 29 dias) com as comorbidades determinadas pelo Programa Nacional de Imunização (PNI) será realizada exclusivamente nos domicílios a partir da terça-feira (22), previamente agendadas pela Secretaria Municipal de Saúde. Os agendamentos poderão ser realizados pelos números (83) 98600-4815 e 3212-3371 a partir desta segunda-feira (21), no horário das 8h às 15h.

Esta nova estratégia para imunização está sendo adotada para evitar desperdício de doses, considerando que cada frasco do imunizante pode vacinar até dez crianças e após aberto, tem validade de 12 horas, além de facilitar o acesso à vacinação desse grupo. “O intuito da Prefeitura e de todos os profissionais que atuam nesse processo de vacinação é propiciar mais acessibilidade, segurança, informação sobre os imunizantes e, principalmente, garantir a proteção desse grupo que é mais vulnerável”, explicou Fernando Virgolino, chefe da Seção de Imunização de João Pessoa.

“Ainda temos uma baixa procura, mas compreendemos que muitos pais estão inseguros, por isso trabalhamos também com esse número e com todos os profissionais de saúde nos serviços tirando dúvidas, orientando e esclarecendo sobre a importância das vacinas, principalmente nessa primeira infância. Têm doenças que podem deixar sequelas para a vida toda e levar à morte. Se há vacinas disponíveis, é melhor manter a proteção e o cuidado em dia”, completou o coordenador.

Vacina segura – Em relação à vacinação de crianças no Brasil, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou no dia 16 de setembro de 2022, a ampliação de uso da vacina Pfizer para imunização contra Covid-19 em crianças entre 6 meses e 2 anos de idade. Para esta avaliação, a Agência contou com a consulta e o acompanhamento de um grupo de especialistas, que teve acesso aos dados dos estudos e resultados apresentados pelo laboratório.

Para este novo grupo, o esquema primário é composto com três doses, em que as duas doses iniciais devem ser administradas com quatro semanas de intervalo, seguidas por uma terceira dose administrada pelo menos oito semanas após a segunda dose para esta faixa etária.

Documentação para crianças – No momento da vacinação, é necessário apresentar um documento oficial com foto ou certidão de nascimento da criança, cartão SUS, comprovante de residência em João Pessoa e laudo médico comprovando comorbidade e este, ficará retido e arquivado no ato da vacina.

Quem pode se vacinar – São consideradas comorbidades para o público infantil pelo Ministério da Saúde: Diabetes mellitus; Pneumopatias crônicas graves; Hipertensão Arterial Resistente (HAR); Hipertensão arterial estágio 3; Hipertensão arterial estágios 1 e 2 como lesão em órgão-alvo; Insuficiência cardíaca (IC); Cor-pulmonares e Hipertensão pulmonar; Cardiopatia hipertensa; Síndromes coronarianas; Valvopatias; Miocardiopatias e Peri cardiopatias; Doenças da Aorta, dos Grandes Vasos e Fístulas arteriovenosas; Arritmias cardíacas; Cardiopatias congênita no adulto; Próteses valvares e Dispositivos cardíacos implantados; Doenças neurológicas crônicas; Doença renal crônica; Imunocomprometidos; Hemoglobinopatias graves; Obesidade mórbida; Síndrome de Down; Cirrose hepática.

Disque vacina – No caso de dúvida ou para mais informações os usuários também podem ligar para o ‘Disque Vacina’, pelos números 98600-4815 e 98699-2917, que funciona de segunda a sexta-feira, das 7h às 16h.